Governo libera perto de R$ 1,5 milhão para Cisgap e Cis Centro-Oeste

Anúncio foi feito por Ratinho Júnior e valores estão num pacote de R$ 20 milhões para 335 municípios do PR

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior e o secretário da Saúde, Beto Preto com prefeitos e chefes regionais (Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr)

Cerca de R$ 1,5 milhão está sendo liberado pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior (PSD) aos dois consórcios de saúde, sediados em Guarapuava. O Consórcio Intermunicipal de Saúde de Guarapuava (Cisgap) receberá R$ 739.152 enquanto o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Centro-Oeste do Paraná (CIS Centro Oeste), terá R$ 718.956. Esses valores fazem parte dos R$ 20 milhões concedidos para 19 consórcios intermunicipais de saúde no Paraná.

Os benefícios vão chegar a 335 municípios do Estado. No mesmo ato, nessa segunda (3), junto com o secretário da Saúde, Beto Preto, foi autorizada a licitação das obras do Centro de Especialidades de Jacarezinho, no Norte Pioneiro, no valor de R$ 9,1 milhões. Os deputados Artagão Júnior (PSB) e Cristina Silvestri (Cidadania) participaram da liberação.

Ratinho Júnior afirmou que a meta para o orçamento do ano que vem é ampliar a parceria, com aumento dos repasses e início de programas voltados ao primeiro atendimento e à população idosa. “Os consórcios são oportunidades para levar o atendimento especializado mais próximo das pessoas. Esse é um compromisso que nós temos com o Paraná. Nesse ato fortalecemos esse relacionamento, porque a Saúde precisa atender todos aqueles que precisam”, destacou.

A gestão logística do atendimento próximo da população passa justamente pelo incentivo e apoio aos consórcios intermunicipais. “Os consórcios são grandes soluções para os prefeitos, em especial das pequenas cidades. Na área de Saúde, todo dinheiro investido parece não atender os problemas, mas o Estado precisa amenizar dentro do que for possível. Estamos diminuindo as distâncias e vamos modernizar e inovar naquilo que for possível”, completou Ratinho Júnior.

O governador Ratinho Júnior e o secretário da Saúde, Beto Preto, assinaram a liberação de recursos para nove consórcios intermunicipais de saúde  (Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr)

Beto Preto, secretário de Saúde, ressaltou que os consórcios são exitosos há 20 anos, mas muitos municípios acabavam arcando com a modernização do atendimento, o que onerava cidades sem grande fluxo de caixa. “Era papel do Estado ser mais incisivo, mas ao longo do tempo não se deu o devido valor aos consórcios. Estamos honrando nosso compromisso com o orçamento construído no ano passado, mas prevendo para o ano que vem um aumento significativo que deve passar de 50% em relação aos repasses desse ano”, explicou.

Segundo Beto Preto, o governo vai reforçar ações na pediatria de referência, começar um trabalho de diálogo e reestruturação das unidades básicas para atendimento à população idosa, regionalizar ambulatórios de curativos e feridas, além de ações pontuais na Região Metropolitana de Curitiba e no Litoral.

“Estamos cumprindo o plano de gestão ao ampliar o atendimento mais perto das pessoas e, com isso, diminuindo o ir e vir, o trânsito nas estradas. A política de apoio aos consórcios permanece e vai crescer com um aumento substancial nos repasses”, acrescentou.

A Secretaria da Saúde do Paraná também vai reforçar dentro do programa de apoio aos consórcios as linhas de cuidados prioritárias, como materno infantil, hipertensão, diabetes e saúde mental.

CONSÓRCIOS

Os consórcios intermunicipais são iniciativas autônomas das prefeituras localizadas em determinadas regiões do Estado. Elas se associam para gerir e prover serviços à população. Os consórcios somam os recursos dos municípios integrantes ao montante estadual e conseguem agilizar os atendimentos especializados.

Eles foram implantados no âmbito do SUS na década de 90 e ocupam papel de destaque na Política de Saúde do Paraná. O Paraná tem 24 consórcios que reúnem 96,7% dos municípios do Estado. Eles gerenciam Centros de Especialidades que atendem 79% da população.

 

 

Relacionadas

MEDIDAS DE PREVENÇÃO

Novo decreto estadual impõe novas medidas sobre eventos

EDUCAÇÃO

Governo adia prova de conhecimento do PSS para 20 de dezembro

PANDEMIA DA COVID-19

Governo do Paraná confirma implantação do toque de recolher

Comentários