Guarapuava lança mapeamento inédito sobre a saúde da população

Aplicativo permite que a saúde de quem vive em Guarapuava seja mapeada e mostre quem é vulnerável ao coronavírus. Edital abre vaga para 500 cadastradores

Guarapuava lança mapeamento inédito sobre a saúde da população (Foto: Secom)

Uma iniciativa inédita está sendo lançada em Guarapuava. Trata-se do Programa de Mapeamento de Grupos de Risco da Covid-19. Assim, serão contratadas 500 pessoas para a coleta de dados sobre a saúde da população que reside na cidade e no interior do município. De acordo com o prefeito Cesar Silvestri Filho, os interessados podem se cadastrar no edital. que está no site da Prefeitura. A inscrição é de graça.

Conforme o prefeito, os selecionados receberão um treinamento e auxílio financeiro de R$ 200 pelo trabalho em campo. Todavia o levantamento poderá ocorrer nos fins de semana, com carga horária mínima de 8h por dia. As atividades serão supervisionadas por uma equipe ou coordenador técnico designado. Para se inscrever, clique aqui.

ENFRENTAMENTO

A proposta, segundo o prefeito Cesar Silvestri Filho, é mais uma ação municipal de enfrentamento à pandemia, que utilizará soluções inteligentes e tecnológicas a serviço da saúde pública.

“O que faremos em Guarapuava é singular. Vamos mapear toda nossa população, identificando geograficamente, onde estão os guarapuavanos mais suscetíveis à contaminação pelo novo coronavírus. Assim, reuniremos dados sobre localização, condições de saúde, hábitos. Será um material valioso para nortear nossas decisões e medidas para o controle epidemiológico em tempo de pandemia e, também, para outras ações nessa área futuramente”.

O LEVANTAMENTO

O Programa de Mapeamento de Grupos de Risco da Covid-19 será feito com dados coletados por aplicativo. O app foi cedido pela empresa Jacto, de São Paulo, e reunirá informações individuais sobre o quadro de saúde dos guarapuavanos.

Conforme explicou o coordenador do curso de medicina na Unicentro, David Livingstone Alves Figueiredo o levantamento será rápido. O aplicativo permitirá, em alguns minutos por residência, cadastrar aqueles que apresentam riscos de complicações em situação de infecção pela Covid-19.

PLANEJAMENTO

Porém, os dados serão muito úteis para outras situações de saúde. “Esse é um exemplo único de uma cidade que mapeará a saúde de sua população. Só assim o planejamento em saúde pode ser ativo, com prevenção adequada, e não reativo, respondendo apenas às situações de urgência. Realmente, é Guarapuava cuidando da saúde de sua população”.

De acordo com Cesar Filho,  com os dados em mãos, haverá informações em quais pontos atuar de forma mais acentuada, onde e como estão os idosos.  “Em caso de necessidade, conseguiremos traçar rapidamente estratégias de controle”, completou Cesar Filho.

São parceiros dessa iniciativa a Unicentro, Faculdade Guairacá, Centro Universitário Campo Real e Centro de Inovação no Agronegócio (Ciag).

EDITAL DE SELEÇÃO 

O edital prevê algumas exigências. Confira abaixo:
Estar matriculado em cursos de graduação superior, pós graduação ou ser profissional técnico ou superior;
Possuir entre 18 e 45 anos de idade;
Ter smartphone com sistema operacional Android e acesso à internet para transferência das informações;
Conta corrente em instituição bancária;
Adquirir por conta própria e portar máscaras e álcool em gel 70% durante a realização dos levantamentos;
Assumir eventuais custos com deslocamentos e alimentação para efetivação dos levantamentos;

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CULTURA E ARTE

'Circuito Arte Viva' vai receber doações e ajudar artistas locais

INFRAESTRUTURA

Transporte de grãos por ferrovia cresce 128% do Oeste para Paranaguá

DESAPARECIMENTO

Murisco está sumido em Guarapuava desde o dia 2 de julho

Comentários