Hemocentro de Guarapuava registra queda de 6,2% nas doações de sangue

Mas estoque de sangue está assegurado pela procura espontânea dos doadores

O Hemocentro Regional de Guarapuava registrou uma pequena redução no número de doações de sangue na primeira quinzena de janeiro deste ano em relação a 2018. De acordo com a Assistente Social Anita Krutsch, este ano foram 359 doações contra 381 no mesmo período do ano passado. Queda de 6,2%. Mas ela ressalta que mesmo com essa pequena redução, “a manutenção atual do estoque vem sendo assegurada pela procura espontânea dos doadores de Guarapuava”.

(Foto: Reprodução)

O hemocentro também informou que o Setor de Distribuição de hemocomponentes, não registrou aumento da demanda no período. Mas segundo Anita Krutsch é importante destacar que a meta diária de atendimento para doações é de 35 doadores, o que contribui para a estabilidade na atividade de atenção hemoterápica na região.

Qualquer pessoa com idade entre 16 e 69 anos, em bom estado de saúde e pesando mais de 50 quilos, pode doar. Menores de idade precisam ter autorização e a presença do responsável legal. Os homens podem doar quatro vezes por ano, com intervalos de 60 dias. Já as mulheres três vezes por um ano, com intervalos de 90 dias.

Em Guarapuava as doações podem ser feitas das 8h às 11h e das 13h30 às 16h, de segunda a sexta. O endereço é rua Afonso Botelho, 134, bairro Trianon. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3622-2819 ou pelo e mail: hemogpvasocial@ses.pr.gov.br.

PARANÁ

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Foto: Venilton Küchler)

O número de doações de sangue cresceu 3,9% este ano Paraná. Nos primeiros quinze dias de janeiro as doações chegaram a 6.502 em todo Estado, contra 6.314 no mesmo período do ano passado. O ideal para manter os estoques são 16 mil doações por mês. Neste período de férias, em especial, as doações são fundamentais já que o número de acidentes aumenta nas estradas.

“A população atendeu nosso apelo, e no momento temos estoque suficiente para os 385 hospitais do Paraná. Esperamos que as pessoas continuem doando para que possamos atender a demanda e salvar vidas”, destaca o farmacêutico Paulo Hatschbach, do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar).

Relacionadas

PANDEMIA DA COVID-19

Guarapuava registra 92 novos casos de covid-19 e governador faz apelo

VAMOS ESTUDAR?

UniGuairacá promove simulado gratuito para o Enem

ADOTE E FAÇA O BEM

Crianças enviam cartinhas emocionantes para Papai Noel dos Correios

Comentários