I Arraiá do Kundun é transferido

Guarapuava – Pinhão, pipoca, cachorro quente, fogueira, casamento caipira, show com o Pedrão da Chimbica, jogo de futebol entre a Câmara de Vereadores e a equipe quilombola, churrasco, e outras atrações compõem o I Arraiá do Kundun, festa que aconteceria neste final de semana, 6 e 7, e que foi transferida para os dias 4 e 5 de julho.
O motivo do adiamento da festa junina são as precárias condições em que se encontram a estrada de acesso à comunidade quilombola Paiol de Telha.
“Até o último final de semana quem estava dentro não conseguia sair e quem estava fora não entrava na comunidade. Ficamos ilhados.Por causa disso, com medo de que chova mais neste fim de semana resolvemos adiar a festa”, disse Rosa Camargo Soares da Cruz, que mora na comunidade.
Para receber os convidados no I Arraiá do Kundun Balê, os membros da companhia de música e dança quilombola pesquisam os santos católicos festejados em junho e o nome predominante entre os homens do Paiol de Telha (Colônia Socorro) ganhará novena e mastro, festejos que aconteciam na terra de origem dos quilombolas.
“Queremos resgatar uma tradição que era vivenciada por nossos avós, bisavós e outros antepassados”, diz Isabela Anaxilê Camargo Soares da Cruz, bailarina do Kundun.
O evento cumpre um dos objetivos do projeto “Herança Cultural – Recuperação e preservação da cultura quilombola como estratégia de fixação territorial” , que faz parte do Subprograma “Diálogos Cultural” da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (SETI), com proposição da Fundação Rureco e apoio do Instituto Afro Brasileiro Belmiro de Miranda, TRIBUNA E REDE SUL DE NOTÍCIAS.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

MAIS UMA MORTE

Após 28 dias desde os primeiros sintomas, morre 76º paciente

PROST

Quiosque da Brahma surge repaginado no Shopping 'Cidade dos Lagos'

Comentários