I Arraiá do Kundun é transferido

Guarapuava – Pinhão, pipoca, cachorro quente, fogueira, casamento caipira, show com o Pedrão da Chimbica, jogo de futebol entre a Câmara de Vereadores e a equipe quilombola, churrasco, e outras atrações compõem o I Arraiá do Kundun, festa que aconteceria neste final de semana, 6 e 7, e que foi transferida para os dias 4 e 5 de julho.
O motivo do adiamento da festa junina são as precárias condições em que se encontram a estrada de acesso à comunidade quilombola Paiol de Telha.
“Até o último final de semana quem estava dentro não conseguia sair e quem estava fora não entrava na comunidade. Ficamos ilhados.Por causa disso, com medo de que chova mais neste fim de semana resolvemos adiar a festa”, disse Rosa Camargo Soares da Cruz, que mora na comunidade.
Para receber os convidados no I Arraiá do Kundun Balê, os membros da companhia de música e dança quilombola pesquisam os santos católicos festejados em junho e o nome predominante entre os homens do Paiol de Telha (Colônia Socorro) ganhará novena e mastro, festejos que aconteciam na terra de origem dos quilombolas.
“Queremos resgatar uma tradição que era vivenciada por nossos avós, bisavós e outros antepassados”, diz Isabela Anaxilê Camargo Soares da Cruz, bailarina do Kundun.
O evento cumpre um dos objetivos do projeto “Herança Cultural – Recuperação e preservação da cultura quilombola como estratégia de fixação territorial” , que faz parte do Subprograma “Diálogos Cultural” da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (SETI), com proposição da Fundação Rureco e apoio do Instituto Afro Brasileiro Belmiro de Miranda, TRIBUNA E REDE SUL DE NOTÍCIAS.

Relacionadas

BOA SORTE!

Nota Paraná sorteia R$ 10 milhões em prêmios nesta terça (14)

AGRICULTURA

Nova modalidade do PAA vai atender pequenos produtores individuais

COVID-19

Guarapuava chegou aos 304 confirmados de covid-19

Comentários