Idosa morre após ser atropelada e motorista foge em Guarapuava

Filomena Schepansky, 70 anos, estava indo à missa quando foi atropelada na Avenida Moacyr Silvestri. Polícia está à procura do motorista

Veículo que atropelou Filomena (Foto: Reprodução/Facebbok)

Um atropelamento fatal marca a manhã deste domingo (12), em Guarapuava. O corpo de Filomena Schepansky, 70 anos, ainda encontrava-se no Instituto Médico Legal de Guarapuava (IML), às 12h30. De acordo com o filho da vítima, Thiago Dias, ainda não está definido o local do velório e outros detalhes sobre o funeral.

Conforme Thiago disse ao Portal RSN,  sua mãe e sua tia, 79 anos, estavam indo à missa, por volta das 8h45, deste domingo. “Minha mãe foi atropelada e morreu”. De acordo com o filho, Filomena sofreu fraturas expostas nas duas pernas, além de outros ferimentos que resultaram numa hemorragia interna. Ela entrou em óbito. Filomena residia na rua Paraíba, no bairro dos Estados.

“Minha mãe era muito religiosa. Pertenceu à Legião de Maria, movimento da igreja católica, na Matriz de Santa Terezinha”. Segundo Thiago, Filomena caiu na Avenida Moacir Silvestri, perto da Havan. Ela também atuou como enfermeira do extinto Hospital Belém, durante muitos anos. “Minha mãe era uma pessoa muito conhecida”.

Todavia, segundo Thiago, o autor do atropelamento fugiu sem prestar socorro à vítima. Ele está sendo procurado pela polícia. Nas redes sociais, Thiago dá o nome e divulga a foto de quem teria provocado a morte de Filomena.

Entretanto, o Portal RSN não conseguiu informação oficial da polícia da cidade que confirme a autoria do atropelamento. Tão logo as informações sejam confirmadas, o portal divulgará esse detalhe.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MÚSICA

Abertas as inscrições para o maior encontro de bateristas da Região

FAMILIARES EM GUARAPUAVA

CRAS de cidade mato-grossense busca familiares de Pedro Costa

LUTO

Faleceu aos 87 anos em Guarapuava, 'Seo Lazinho'

Comentários