Iniciativa de UBS de Guarapuava conscientiza sobre falta em consultas

A iniciativa surgiu a partir da realidade da UBS: o número de consultas marcadas nas quais os pacientes não compareceram ultrapassou a marca de 900 no ano passado

Levantamento da Secretaria de Saúde do município revelou que as faltas em 2019 chegaram a 30.970 (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Com o propósito de conscientizar a população sobre faltas em consultas e atendimentos, a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro São Cristóvão instalou um faltômetro na sede, uma espécie de termômetro ilustrativo que deixa visível as faltas dos usuários em serviços de saúde já agendados.

Assim, a iniciativa surgiu a partir da realidade da UBS: o número de consultas marcadas nas quais os pacientes não compareceram ultrapassou a marca de 900 no ano passado, incluindo consultas de enfermagem, clínico geral e médico obstetra.

“Quando o paciente marca a consulta e não comparece ele tira a vaga de outra pessoa que precisa do atendimento. Às vezes, conseguimos encaixar outro, mas não é sempre. Isso implica em perdas, redução do atendimento, da promoção de saúde e também da prevenção”, ressaltou a enfermeira chefe da unidade, Dilcenéia Barbosa.

LEVANTAMENTO

Além disso, um levantamento feito pela Secretaria de Saúde do município revelou que as faltas em 2019 chegaram a 30.970 em todas as UBS. sendo 15.020 em consultas para enfermagem, 13.273 para clínico geral e 2.677 na área de obstetrícia (pré-natal). As UBS com maior número de faltas foram as unidades do Xarquinho II, Vila Carli e Bonsucesso.

A falta do comparecimento nas consultas marcadas é prejudicial tanto para a UBS quanto para o paciente. Rafaela Cordeiro está no 4º mês de gestação e reconhece a extrema importância das consultas para a saúde da mãe e do bebê. “Quando fazemos os exames do pré-natal nós conhecemos mais sobre a nossa saúde e a do bebê. Tem muitas coisas que não sabemos e com as consultas acabamos descobrindo, nos tranquilizando, prestando mais atenção, coisas novas e importantes”, contou Rafaela.

RESULTADOS

Segundo a enfermeira chefe, o faltômetro tem dado resultado. Depois da instalação, houve crescimento no número de pacientes que avisaram com antecedência que não poderiam comparecer a consulta marcada.

“Percebemos que eles estão se conscientizando. Os números  na parede fazem com que o paciente perceba que este ato é irresponsável, que isso atrasa o atendimento a outros e estimula que os pacientes se preocupem em avisar com antecedência sua falta. Uma melhora muito boa para nossos usuários e para o serviço de saúde do município”, contou a enfermeira.

Com a eficiência do serviço de conscientização, o intuito é levar a iniciativa para mais Unidades do município.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

INDIGNAÇÃO

Em Candói, manifestantes pedem prisão para agressores de animais

LEI ALDIR BLANC

Setor cultural pede socorro para não perder recurso emergencial

PROGRAME-SE

'Trenzinho da Luz' oferece passeio gratuito pela 'Cidade dos Lagos'

Comentários