Instituto Afro Brasileiro Belmiro de Miranda é reconhecido como utilidade pública

Guarapuava – O Instituto Afro Brasileiro Belmiro de Miranda foi reconhecido pela unanimidade dos veeradores como entidade de utilidade pública.
O Instituto é o mantenedor dos projetos da Companhia de Música e Dança Afro Kundun Balê – Quilombo Paiol de Telha e já apóia dois projetos.
O primeiro é em parceria com a Unicentro e visa o turismo cultural na comunidade sediada na Colônia Socorro. O segundo tem como proponente a Fundação Rureco e visa dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos pelo Kundun.
Um dos objetivos do Instituto é viabilizar a continuidade dos acadêmicos do Kundun na faculdade.
Os dois projetos integram o programa estadual Universidade sem Fronteiras desenvolvido pela Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

Comentários