Itacir diz que política de fusões na máquina estatal é necessária

"A máquina pública precisa se modernizar e é preciso conter gastos", defende

O prefeito em exercício de Guarapuava, Itacir Vezzaro, que trabalhou por 39 anos na Emater, entende como sendo correta a iniciativa anunciada pelo governador Ratinho Júnior em relação à fusão de autarquias.

“A máquina pública precisa se modernizar, enxugar gastos, sem perder o foco da sua atividade, garantindo qualidade no atendimento. E é isso que o governador deseja fazer”.

(Foto: Jacir Queiroz)

O anúncio das fusões foi feita por Ratinho Júnior nessa segunda feira (7) e faz parte da reforma administrativa que será executada no Estado.

“O cidadão brasileiro não aguenta mais bancar a máquina pública porque ela passou a ter um custo muito alto. Ao longo das décadas, foram criadas muitas repartições, departamentos, autarquias e secretarias, muitas vezes apenas com cunho político, para abrigar apadrinhados”, disse o governador, garantindo que as estruturas não serão extintas, mas haverá a fusão de autarquias correspondentes, como o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) e o Instituto das Águas do Paraná, que pertencem à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

O mesmo acontecerá com alguns órgãos da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, como o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), a Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar) e o Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA).

Segundo o governador, as estruturas serão remodeladas, com a redução no número de diretorias, que não vai impactar no atendimento ao produtor rural.

“O que faremos será otimizar e modernizar esses órgãos, para que eles estejam preparados para atender a tecnologia de precisão que já está presente no meio rural”, explicou.

A medida não visa a diminuição de servidores. “O maior ativo desses institutos são seus profissionais, que têm anos de qualificação e receberam investimento do Estado para sua formação.”

Relacionadas

DOENÇA PERIGOSA

Sesa registra três mortes de macacos por febre amarela

ALTA PROCURA

Faculdade Guarapuava formou 200 profissionais de contabilidade

NÃO ACABOU

5ª Regional perde posto de menor índice de contaminação do PR

Comentários