Juca Bala transforma o álcool gel em ‘superstar’ da pandemia

O humorista Anderson Magatão 'surfa' na onda da pandemia do coronavírus unindo o humor e a conscientização. A música 'passe álcool' virou o hit da covid-19

Juca Bala transforma o álcool gel em ‘popstar’ da pandemia (Foto: Reprodução/site do Juca Bala)

*Reportagem com vídeo

A pandemia do coronavírus já tem um hit e a inspiração central da composição é o álcool gel. Composta e interpretada pelo personagem guarapuavano ‘Juca Bala’ a música em homenagem ao ‘superstar da pandemia’ tem alta dosagem de humor. Porém, ao mesmo tempo é um apelo para que as pessoas cumpram os protocolos de higienização contra o coronavírus.

Embora tenha sido composta pelo guarapuavano, a música detonou e ganhou espaço no quadro de José Simão na Band News. Entretanto, ‘buemba, buemba’, o crédito do hit foi dado a Rodrigo Arouca. “Como eu cantei a música ao vivo no meu programa, as pessoas gravaram, soltaram por aí, viralizou e chegou até a Band. Mas a composição é minha”, diz Anderson Jorge Magatão, o Toco, que incorpora o personagem.

De acordo com o criador, ‘Passe álcool na mão’ nasceu enquanto tomava banho. “Foi ali nas primeiras semanas da pandemia quando só se falava em álcool gel e o produto não existia mais no mercado. Eu estava no banho e pensando que teria de passar álcool gel e já veio a letra, a melodia tudo junto. Saí correndo e fui atrás de papel e caneta”.

Aliás, são as cenas simples do cotidiano, os causos contados em rodas de amigos, que transformam a observação do autor em ‘hits’ de sucesso. Assim, como as outras composições de sucesso, como a ‘Menina do Pedágio’ ou ‘Vá lavar a louça pra mãe’, as composições surgem em momentos inusitados.

“Vá lavar louça pra mãe foi composta durante o programa ‘Bolicho’, na Rádio T. E essas são as melhores”.

PELAS ONDAS DO RÁDIO

Com dois programas na Rádio T e outro na Rede Massa, ‘Juca Bala’ coleciona fãs pelo Paraná afora. O Bolicho, que vai ao ar de segunda a sexta, das 18h às 19h20, é ouvido em vários municípios paranaenses, com participações de ouvintes. A interação entre o âncora e o público ocorre do começo ao fim. E não é diferente com o ‘Arranca Toco’, aos domingos, das 9h às 13h, também na Rádio T.

Assim, foi justamente o sucesso do personagem e a criatividade do artista que garantem a ‘Juca Bala’ a apresentação de ‘stand up’ personalizados em festas corporativas. E isso o levou a ter um programa na Rede Massa Regional, aos sábados.

Porém, as redes sociais também são espelhos para o talento do comunicador e artista. “No ano passado comecei a trabalhar a minha imagem, porque até então as pessoas só conheciam a minha voz. Comecei a postar videos no Facebook, no Instagram e no Youtube”.

Essa projeção o levou a fazer parte do ‘casting’ do Risorama, considerado o maior festival de humor do país, adiado pela pandemia. “São cinco ou seis dias de shows com os maiores humoristas do Brasil. E como já participei fiz contatos com artistas de renome internacional, como Cris Pereira [Gaudêncio da Praça é Nossa], Marlei Cevada (A Nina, da Praça é Nossa), Vitor Sarro e tantos outros. Também me tornei amigo do Diogo Portugal”.

Entretanto, com a pandemia mais de 60 shows de Juca Bala que estavam confirmados foram cancelados.

*Curta o som de Juca Bala no vídeo abaixo.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

LUTO

Morre aos 88 anos em Guarapuava, o médico Ubirajara Azevedo

NOVOS CASOS

Saúde confirma dois novos casos de covid-19 em Guarapuava

CALORÃO EM GUARAPUAVA

Altas temperaturas marcam o 1º fim de semana da Primavera

Comentários