Juca Bala transforma o álcool gel em ‘superstar’ da pandemia

O humorista Anderson Magatão 'surfa' na onda da pandemia do coronavírus unindo o humor e a conscientização. A música 'passe álcool' virou o hit da covid-19

Juca Bala transforma o álcool gel em ‘popstar’ da pandemia (Foto: Reprodução/site do Juca Bala)

*Reportagem com vídeo

A pandemia do coronavírus já tem um hit e a inspiração central da composição é o álcool gel. Composta e interpretada pelo personagem guarapuavano ‘Juca Bala’ a música em homenagem ao ‘superstar da pandemia’ tem alta dosagem de humor. Porém, ao mesmo tempo é um apelo para que as pessoas cumpram os protocolos de higienização contra o coronavírus.

Embora tenha sido composta pelo guarapuavano, a música detonou e ganhou espaço no quadro de José Simão na Band News. Entretanto, ‘buemba, buemba’, o crédito do hit foi dado a Rodrigo Arouca. “Como eu cantei a música ao vivo no meu programa, as pessoas gravaram, soltaram por aí, viralizou e chegou até a Band. Mas a composição é minha”, diz Anderson Jorge Magatão, o Toco, que incorpora o personagem.

De acordo com o criador, ‘Passe álcool na mão’ nasceu enquanto tomava banho. “Foi ali nas primeiras semanas da pandemia quando só se falava em álcool gel e o produto não existia mais no mercado. Eu estava no banho e pensando que teria de passar álcool gel e já veio a letra, a melodia tudo junto. Saí correndo e fui atrás de papel e caneta”.

Aliás, são as cenas simples do cotidiano, os causos contados em rodas de amigos, que transformam a observação do autor em ‘hits’ de sucesso. Assim, como as outras composições de sucesso, como a ‘Menina do Pedágio’ ou ‘Vá lavar a louça pra mãe’, as composições surgem em momentos inusitados.

“Vá lavar louça pra mãe foi composta durante o programa ‘Bolicho’, na Rádio T. E essas são as melhores”.

PELAS ONDAS DO RÁDIO

Com dois programas na Rádio T e outro na Rede Massa, ‘Juca Bala’ coleciona fãs pelo Paraná afora. O Bolicho, que vai ao ar de segunda a sexta, das 18h às 19h20, é ouvido em vários municípios paranaenses, com participações de ouvintes. A interação entre o âncora e o público ocorre do começo ao fim. E não é diferente com o ‘Arranca Toco’, aos domingos, das 9h às 13h, também na Rádio T.

Assim, foi justamente o sucesso do personagem e a criatividade do artista que garantem a ‘Juca Bala’ a apresentação de ‘stand up’ personalizados em festas corporativas. E isso o levou a ter um programa na Rede Massa Regional, aos sábados.

Porém, as redes sociais também são espelhos para o talento do comunicador e artista. “No ano passado comecei a trabalhar a minha imagem, porque até então as pessoas só conheciam a minha voz. Comecei a postar videos no Facebook, no Instagram e no Youtube”.

Essa projeção o levou a fazer parte do ‘casting’ do Risorama, considerado o maior festival de humor do país, adiado pela pandemia. “São cinco ou seis dias de shows com os maiores humoristas do Brasil. E como já participei fiz contatos com artistas de renome internacional, como Cris Pereira [Gaudêncio da Praça é Nossa], Marlei Cevada (A Nina, da Praça é Nossa), Vitor Sarro e tantos outros. Também me tornei amigo do Diogo Portugal”.

Entretanto, com a pandemia mais de 60 shows de Juca Bala que estavam confirmados foram cancelados.

*Curta o som de Juca Bala no vídeo abaixo.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

SAÚDE

Municípios da 5ª Regional ainda tem casos de sarampo em investigação

IRREGULARIDADES SANITÁRIAS

Ação de fiscalização multa comerciantes e moradores em Guarapuava

VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Governo adere à campanha de combate da violência contra a mulher

Comentários