‘Melhor em Casa’ coloca Guarapuava como destaque nacional na Saúde

Programa de atendimento humanizado em Guarapuava está entre 20 melhores do País, segundo o 'ranking' do Ministério da Saúde

‘Melhor em Casa’ coloca Guarapuava como destaque nacional na Saúde (Foto: Divulgação)

Guarapuava, mais uma vez, se destaca nacionalmente, na avaliação do Ministério da Saúde. O ‘Melhor em Casa‘, entra no ranking dos 20 programas que mais se destacaram no país nos últimos dois anos.

De acordo com  a coordenadora em Guarapuava, Maria Theresa Melhem Pelissari, entre 2018 e 2020 todas as metas e objetivos foram atingidos. “Conseguimos atingir a tão sonhada meta: a classificação do Serviço de Atenção Domiciliar entre os 20 Programas que mais se destacaram no país nos últimos dois anos de funcionamento”.

Conforme Maria Thereza, o cumprimento de metas preconizadas pelo Ministério, inclui o número de atendimentos, altas, número e variedade de implantações de procedimentos complexos dentro do domicílio. Além disso, inclui a procedência dos pacientes, números de reinternações, tipos de pacientes atendidos conforme a classificação definida pelo MS.

“Hoje estamos com 42 pacientes em uma equipe e 45 na segunda equipe”. Todos eles recebem atendimento domiciliar. São pacientes com necessidade de reabilitação motora, crônicos sem agravamento ou em situação pós-cirúrgica, além de idosos. Ambos contemplam pessoas com encaminhamento médico.

(Foto: Divulgação)

Conforme disse Maria Theresa, desde 2014, ano de implantação do programa, o atendimento proporciona aos pacientes um cuidado mais próximo da rotina da família. Assim, evita-se hospitalizações, diminuindo o risco de infecções e deslocamentos desnecessários. “O ambiente domiciliar e as relações familiares aí instituídas, diferem de qualquer outro atendimento. Humaniza-se o cuidado e se busca proporcionar uma melhoria na qualidade de vida do paciente”.

“PASSOS MAIS ARROJADOS”

Em 2018 o atendimento foi contemplado com o Projeto Complexidade do Cuidado na Atenção Domiciliar (2018-2020). De acordo com Maria Thereza, trata-se de parceria entre o Ministério da Saúde e o Hospital Osvaldo Cruz. O Programa de Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde surge como intermediário. “Esse projeto objetiva qualificar a gestão, os processos de trabalho e as equipes dos Serviços de Atenção Domiciliar. Assim sendo, possibilita o aumento da complexidade do atendimento ofertado”.

Dessa forma, novos procedimentos passam a integrar o atendimento com a implantação de protocolos de nutrição, psicologia, fonoaudiologia, enfermagem e fisioterapia. Além da inclusão de instrumento de classificação da complexidade do paciente. Assim como a construção do Projeto Terapêutico Singular junto com a família; reuniões de equipe semanais com discussão de todos os casos em atendimento. E ainda o monitoramento mensal dos indicadores das atividades. E a promoção do fortalecimento e estruturação da rede de saúde.

De acordo com a coordenadora do ‘Melhor em Casa’, o Serviço de Atenção Domiciliar, já tinha como rotina de trabalho alguns procedimentos complexos, anteriores ao Projeto. Ela cita como exemplo a hipodermóclise, paracentese abdominal domiciliar, utilização de algumas coberturas especiais para curativos. Além de parceria “muito importante” com o Programa de Dietas Especiais do Município. Essa parceria concede ao paciente diversas opções de suplementações e dietas industrializadas, prescritas exclusivamente pela nutricionista do SAD.

(Foto: Divulgação)

OUTRAS CONQUISTAS

Entretanto com o andamento do programa e a participação efetiva em Oficinas e Benchmarking, o SAD conseguiu atingir vários outros objetivos. Conforme Maria Theresa, um deles, o uso de laserterapia, trata algumas lesões. Outro, permite a inclusão de diversas outras coberturas especiais para lesões mais complexas. Para isso, houve a implantação da segunda equipe de atendimento, habilitada pelo MS em 2019.

Porém, outra conquista trata-se da  fusão do SAD com o Programa de Oxigenioterapia. Ambos, até maio de 2020, funcionavam em sedes e com gestões distintas. Entretanto, neste ano, o município consolida o programa com as novas instalações. Assim, o espaço ampliado agrega o ‘Melhor em Casa’, o Centro de Curativos Especiais e o Programa de Oxigenoterapia. Diante disso, vem sendo sinalizada a possível criação da Divisão da Atenção Domiciliar, ainda em fase de planejamento.

OUTRAS CONQUISTAS NACIONAIS

Guarapuava vem sendo destaque nacional na área da saúde com frequência. Recentemente, foi evidenciada por ter o melhor coeficiente de mortalidade de covid-19 entre as cidades acima de 100 mil habitantes. Ou seja, o menor número de mortes por 100 mil habitantes.  Além dessa conquista também repete em relação ao Coeficiente de Incidência por 100.000 habitantes. De acordo com o Ministério da Saúde, tudo isso vem das medidas antecipadas do município como ‘arma’ contra a covid-19.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

INSTABILIDADE

Fim de semana deve ser de tempo instável em Guarapuava

DIA DE FOLGA

Dia do Servidor Público terá ponto facultativo em Guarapuava

DESTAQUE

UTFPR lidera ranking com mais cursos com nota máxima no Enade

Comentários