Morador faz churrasco para cerca de 20 pessoas e é multado

Ao ser notificado do decreto que impede festas e aglomerações, o morador de 55 anos informou que ligaria para o prefeito

Morador faz churrasco para cerca de 20 pessoas e é multado (Foto: Reprodução/Facebook)

Apesar do número crescente de casos e mortes pela covid-19 e dos decretos que proíbem aglomeração em Guarapuava, algumas pessoas insistem em descumprir as leis e brincar com o perigo que é o coronavírus. Na noite dessa segunda (14), um morador de 55 anos recebeu uma multa por fazer churrasco e promover aglomeração.

De acordo com a Polícia Militar, o descumprimento ocorreu por volta das 21h46, na rua Barão de Capanema, no bairro Batel. A PM deu apoio às equipes da Vigilância da Prefeitura que faziam fiscalização. Conforme relato da PM, no endereço os fiscais constataram que ocorria um churrasco. Além disso, que havia aglomeração de cerca de 15 a 20 pessoas.

Os fiscais informaram o dono da casa sobre o Decreto Municipal. E que ele seria multado e teria que encerrar a confraternização. Entretanto, o homem disse neste momento que iria ligar para o prefeito. Após a notificação, a fiscalização da prefeitura encerrou a festa de confraternização.

Prorrogação vai até o dia 18 em Guarapuava (Foto: arquivo/RSN)

PRORROGAÇÃO

Nesta segunda (14), o prefeito Cesar Silvestri Filho prorrogou o alerta epidemiológico para conter a covid-19. Assim, o decreto que terminaria no domingo (13) segue até o dia 18 deste mês. Mas as determinações poderão ter nova prorrogação. De acordo com o prefeito, a iniciativa se segura no decreto 6.294/2020 do Governo do Paraná.

“As medidas levam em consideração o aumento de casos registrados em todas as cidades. O intuito é frearmos o avanço da doença e diminuirmos os riscos de colapso do sistema de saúde. Assim, com essa adequação, dirimimos as dúvidas que pairavam sobre a legislação estadual e local a respeito das atuais restrições”.

Conforme Cesar Filho, as medidas sanitárias têm surtido efeito. Além disso, entre as principais medidas ajustadas, está a proibição provisória de circulação em espaços e vias públicas, das 23h às 5h. Entretanto, a exceção fica por conta de pessoas que trabalham em serviços essenciais. Nesse mesmo horário também fica proibida a venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo.

OUTROS

Dessa forma, outra mudança refere-se ao horário de funcionamento do comércio de alimentos e bebidas. Ou seja, bares, pubs, restaurantes, lanchonetes, pizzarias. Além de hamburguerias, cafés, açougues, lojas de conveniência e ‘food truck’. E ainda, praças de alimentação em galerias como o shopping. Portanto, todos podem ficar abertos até 23h. Contudo, os clientes podem entrar até às 22h.

Seguindo a regulamentação da Sesa, há redução de público em academias, estúdios de dança. Assim como em ginástica, artes marciais, escolas de natação. Além de quadras sintéticas, ginásios. Conforme a legislação, estes devem adotar a restrição de público para 30% da capacidade útil do local. Além disso, assegurando o distanciamento mínimo de dois metros entre cada aluno. Antes, o limite era de 50%. Outro ponto diz respeito as igrejas ou templos religiosos.

Já o descumprimento das medidas estabelecidas nos decretos municipais vigentes podem resultar na aplicação das penalidades administrativas. Tudo conforme prevê a Lei Complementar Municipal nº 123/2020. Uma delas é a multa no valor de R$ 5 mil. Até a interdição total do estabelecimento essencial e não essencial.

SERVIÇO

Desse modo, a população poderá esclarecer dúvidas, pedir orientações ou fazer denúncias na Ouvidoria pelo número 156 ou com a Polícia Militar pelo 190. Por fim, para ter acesso ao decreto 8348/2020, de 4 de dezembro, e saber todas as medidas vigentes no Município, clique aqui.

Leia outras notícias no Portal RSN

Relacionadas

PANDEMIA DA COVID-19

Saúde de Guarapuava confirma 45 novos casos de covid-19

PARALISAÇÃO

Volta às aulas mobiliza sindicato para greve também na Região

TRABALHO POLICIAL

Polícia Civil prende acusado de matar Juliano Palácio de Ramos

Comentários