Morre médico que trabalhou no Hospital Santa Tereza em Guarapuava

O médico Breno Clasen, de 34 anos, foi vítima de pancreatite grave. Corpo será cremado na tarde desta sexta (10) em Criciúma onde morava atualmente

Breno (Foto: Reprodução/Criciúma Esporte Clube)

Morreu aos 34 anos, vítima de pancreatite grave, o médico Breno Clasen. Ele compôs o quadro médico do  Hospital Santa Tereza/Instituto Virmond, em Guarapuava, durante dois anos. Porém, atualmente, residia em Criciúma (SC). O corpo de Breno será cremado na tarde desta sexta (10), após ter sido velado na Capela Pérola do Crematório Millenium.

De acordo com informações de familiares, ele trabalhava no posto de saúde do bairro Maria Céu. Conforme postagem do Tigre, clube de futebol de Criciúma, entre 2012 e 21013, Breno fez parte do Departamento Médico do clube na conquista do Campeonato Catarinense de 2013. Por isso, o clube divulgou nota de pesar e decretou luto por três dias.

O ‘bandeirão’ do estádio Heriberto Hülse ficará em meio mastro durante este período. Breno era filho de Hilmar Luiz Clasen (conhecido como professor Mazinho) e de Julia Hélio Lino Clasen. Deixa também o irmão Artur e a namorada Ana. Nas redes sociais, amigos do médico lamentaram a sua morte e elogiaram a sua atuação como pessoa e, principalmente como profissional.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

LUTO

Início de velório de "Melancia" está previsto para às 18h

DESENVOLVIMENTO

Descomplica Rural agiliza licenciamentos e desburocratiza agronegócio

JOGOS DA AVENTURA E NATUREZA

Turvo sedia modalidade de Parapente e Trail Running neste fim de semana

Comentários