MPT em Guarapuava recomenda que comércio não essencial fique fechado

A medida abrange municípios de competência do MPT de Guarapuava e busca resguardar a saúde dos trabalhadores e evitar a disseminação do novo coronavírus

MPT em Guarapuava recomenda que comércio não essencial não abra nos municípios da Região (Foto: Arquivo/RSN)

O Ministério Público do Trabalho em Guarapuava expediu recomendação na última sexta (27) para que os municípios compreendidos na área de competência da unidade, não autorizem a reabertura de estabelecimentos de serviços e atividades não essenciais sem a devida recomendação técnica.

Recomendação essa que é pautada em princípios científicos e oriunda de órgãos locais, estaduais e federais de saúde. De acordo com o MPT em Guarapuava, o objetivo da medida é resguardar a saúde dos trabalhadores e evitar a disseminação do novo coronavírus.

Assim, municípios compreendidos na Região de competência do MPT em Guarapuava devem seguir a recomendação. Abaixo os municípios que pertencem ao órgão em Guaapuava.

LISTA DE MUNICÍPIOS

Antônio Olinto, Bituruna, Campina do Simão, Candói, Cantagalo, Cruz Machado, Diamante do Sul, Espigão Alto do Iguaçu, Fernandes Pinheiro e Foz do Jordão. Além disso, General Carneiro, Goioxim, Guamiranga, Guaraniaçu, Guarapuava, Imbituva, Inácio Martins, Irati, Laranjeiras do Sul, Mallet e Marquinho.

Também em Nova Laranjeiras, Paula Freitas, Paulo Frontin, Pinhão, Porto Barreiro, Porto Vitória, Prudentópolis, Quedas do Iguaçu, Rebouças. E por fim, Reserva do Iguaçu, Rio Azul, Rio Bonito do Iguaçu, São Mateus do Sul, Teixeira Soares, Turvo, União da Vitória e Virmond.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Dois casos de covid-19 foram confirmados em Guarapuava neste domingo

SETEMBRO AMARELO

Pandemia reforça novos cuidados com a saúde mental

DIA DA ÁRVORE

Instituto Água e Terra desenvolve ação para o Dia da Árvore

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com