Mulher sequestrada por ex-marido é encontrada morta em Palmital

Silvana de Fátima da Silva Santos, de 38 anos estava desaparecida desde o dia 29 de janeiro

O corpo de Silvana de Fátima da Silva Santos, de 38 anos foi encontrado pela polícia civil nessa segunda (11), em um matagal na localidade de Rio da Casa, em Palmital. Ela estava desaparecida desde o dia 29 de janeiro, quando o ex-marido de 50 anos invadiu a casa dela que fica rua Projetada b, Vila Feliz, e diante dos filhos arrastou a mulher até um matagal.

Segundo informações da polícia, o ex-marido acompanhado de um advogado se entregou na última quinta (7), mas disse que só falaria em juízo. Nesta segunda (11) ele confessou o crime de feminicídio e indicou aos policiais onde estava o corpo. Em entrevista ao Portal RSN, o delegado de Palmital Alex Sandro Marcos, afirmou que o homem está preso preventivamente até que sejam concluídos os exames no Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava. “O ex-marido disse que num momento de ciúmes e por desespero, acabou matando a ex-mulher com duas facadas no mesmo dia em que sequestrou”.

Segundo ainda a polícia civil, o ex-marido afirmou que ela caiu e bateu a cabeça em uma pedra. “Isso só os exames irão confirmar”. O corpo de Silvana de Fátima da Silva Santos está no IML de Guarapuava e deve ser liberado ainda nesta terça (12) para sepultamento em Palmital.

Relacionadas

EQUIDADE

Pesquisa de professora da Unicentro é base para PLP que trata de equidade na política

EDUCAÇÃO

Prorrogadas as inscrições do Programa Multicultural de Línguas da Unicentro

REGIÃO

Abertas as inscrições para oficinas de música em Turvo

Comentários