Na Amocentro Celso Góes sugere PPP para duplicar a PR-466

Prefeito de Guarapuava assumiu a vice-presidência da Amocentro nesta terça (12). Celso Góes também defendeu união e prioridade da saúde

Na Amocentro Celso Góes sugere parceria público privada para duplicar a PR-466 (Foto: Secom/Prefeitura)

O começo de um protagonismo regional envolvendo prefeitos que compõem a Associação dos Municípios do Centro do Paraná (Amocentro), pautou o primeiro encontro deste ano. Além dos contato entre os prefeitos, a pauta desta terça (12), em Pitanga, teve a eleição da nova diretoria.

De acordo com as informações, o prefeito de Pitanga, Maicol Geison Callegari Rodrigues Barbosa teve a aprovação unânime dos demais. O prefeito de Guarapuava, Celso Góes repetiu o ex-prefeito Cesar Silvestri Filho no primeiro mandato. Assim, Celso Góes aceitou a vice-presidência da entidade a convite de Maicol.

Durante a reunião, um dos temas abordados trata da duplicação da PR-466. Rodovia que dá acesso aos municípios de Turvo, Pitanga e outros no Norte do Paraná, vem sendo palco de acidentes fatais, com grande frequência. Isso ocorre, principalmente, entre Guarapuava, Turvo e Pitanga. E é justamente a duplicação desse trecho que vem sendo reivindicado há anos.

Entretanto, em 6 de fevereiro de 2020, durante o Show Rural em Cascavel, o secretário Sandro Alex, de Infraestrutura e Logística, confirmou a duplicação até Turvo. A confirmação ocorreu ao então prefeito Cesar Filho.

Antes, porém, ainda em 1997, a Região Central deixou se ser incluída no Anel de Integração. Tratada como uma PRC, ou seja, com responsabilidade compartilhada entre os governos federal e estadual, houve uma tentativa de incluir a PR-466 no projeto do novo pedágio no Paraná. Isso porque a tarifa ficaria cara, segundo estudo de viabilidade feito pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

“RECURSOS ESTADUAIS”

Entretanto, ainda em julho de 2020, Sandro Alex, disse que o dinheiro que o governo do Paraná deixará de gastar com as PRs cedidas para a União será destinado em obras em outras rodovias. “A ampliação da capacidade se dará com recursos estaduais”. Assim, ele chegou a dizer ao jornal Gazeta do Povo, que dois editais de obras já estão publicados. “Um para a duplicação de 38 quilômetros entre Guarapuava e Turvo. Outro para terceiras faixas nos 45 quilômetros de percurso entre Turvo e Pitanga”. Contudo, o projeto ainda não avançou. Por enquanto, só o trecho no perímetro urbano de Guarapuava, de 3,4 quilômetros, entre os bairros Xarquinho e Primavera, já está duplicado.

Durante os debates, Celso Góes sugeriu que prefeitos procurem grandes empresários da Região para a possibilidade de uma parceria público privada (PPP) para a duplicação. Conforme a Secretaria de Comunicação da Prefeitura, Góes lembrou que as obras e projetos importantes de Guarapuava, conquistados até aqui, foram por intermédio de PPPs

“Desde que adotamos a parceria público privada conseguimos agilizar o processo burocrático e ainda reduzir custos. A iluminação pública de Guarapuava é um exemplo disso. Além de garantir a economia de cerca de 300 mil por mês aos cofres do município, tem mais qualidade”. Outro exemplo de parceria citado por Celso Góes é ampliação e modernização do aeroporto de Guarapuava. Conforme o prefeito, mais de 100 empresas da cidade participaram.

SAÚDE COMO PRIORIDADE

Conforme o prefeito de Guarapuava Celso Góes, mais do que nunca se faz necessário pensar a saúde como uma questão regional. “Nossa prioridade deve ser a saúde. Sabemos que as pessoas da Região Central do Paraná, que precisam de atendimento médico para casos graves, são encaminhadas a Guarapuava. Por  isso, estamos aqui conhecendo a realidade de cada município e tentando nos antecipar aos problemas, para que possamos atender a todos”.

A AMOCENTRO

Os municípios que compõem a  Associação: Altamira do Paraná, Boa Ventura do São Roque, Campina do Simão. Assim como, Candido de Abreu, Iretama, Guarapuava, Laranjal, Manoel Ribas. E ainda, Mato Rico, Nova Tebas, Nova Cantu, Palmital. Além de Pitanga, Roncador, Santa Maria do Oeste e Turvo.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários