Número de inadimplentes cresce 6,58% em março, maior ritmo em 15 meses

O número de pessoas físicas inadimplentes na base de registros do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aumentou 6,58% em março de 2014, em relação ao mesmo período do ano passado. Esta é a segunda maior alta já registrada para meses de março, de acordo com a série histórica do SPC, que contabiliza os registros desde janeiro de 2011. A partir deste dado, o SPC Brasil e a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) estimam que, ao fim de março, havia no Brasil cerca de 52,5 milhões de consumidores inadimplentes.

De acordo com os economistas da CNDL e do SPC Brasil, a inadimplência do consumidor vem acelerando desde o segundo semestre de 2013, coincidindo com a escalada dos juros básicos (taxa Selic) e, consequentemente, com o encarecimento do crédito.

Os dados não refletem apenas o aumento do número de pessoas físicas inadimplentes no Brasil, mas também o aumento do registro das pessoas inadimplentes nas bases de dados do SPC Brasil.

Na avaliação da economista do SPC Brasil, Luiza Rodrigues, o resultado de março reflete o atual cenário econômico de desaquecimento da economia brasileira e de alta de juros, que aumenta a dificuldade das famílias em honrar compromissos.

Relacionadas

VAI QUE DÁ

Prêmio da Mega-Sena deste sábado tem previsão de R$ 22 milhões

EM ALERTA

Procon de Guarapuava orienta sobre lista irregular de material escolar

AUMENTO

Salário mínimo regional do Paraná tem aumento de 6%

Comentários