Orçamento para 2010 é aprovado com 8 votos

Guarapuava – Os vereadores aprovaram hoje, terça-feira (1o de dezembro) o Projeto de Lei número 029 de 2009 que estima e fixa a despesa do Município, para o exercício financeiro de 2010 em R$ 168 milhões 578 mil. A pedido do vereador Fernando Alberto dos Santos o PL foi votado englobadamente com a aprovação unanime dos presentes. Os vereadores Antenor Gomes de Lima (PT), Eva Schran (PHS) e Thiago Cordova (PPS) estavam ausentes. A votação requeria o quórum de dois terços e obteve 8 votos favoráveis e um contrário.
O Orçamento do Município para o ano que vem para a administração direta estima R$ 154.328.000,00. A fatia maior será destinada para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura com R$ 46.480.000, seguida pela Secretaria de Saúde com R$ 32 milhões. À Secretaria de Viação, Obras e Serviços Urbanos caberá R$ 30 milhões, contra R$ 10,6 milhões para a Secretaria de Administração.
Às demais secretarias a despesa está fixada com a seguinte distribuição entre os órgãos: R$ 2.260.000 (Executiva), R$ 100 mil (Ouvidoria), R$ 8,3 milhões (Finanças), R$ 2,1 milhões (Esporte e Recreação), R$ 1,76 milhões (Indústria e Comércio), R$ 2.345.000 (Habitação e Urbanimso), R$ 1.690.000 (Agricultura), R$ 100 mil (Desenvolvimento Econômico), R$ 3.938.000 (Assistência Social), R4 1,4 milhões (Procuradoria Geral), R$ 2.590.000 (Meio Ambiente e Desenvolvimento Florestal), R$ 500 mil (Planejamento), R$ 100 mil (Gerência Municipal), R$ 100 mil (Secretaria Especial de Políticas Regionais), R$ 965 mil (Turismo).
Na administração indireta a receita estimada é de R$ 14.250,000,00, sendo: R$ 3.200.000 para a Fubem, R$ 1.000.000 para o FUMTRAN, R$ 100 mil para a FERG, R$ 300 mil para a FEG, R$ 400 mil para o Funrebom, R$ 300 mil para o FIA e R$ 8.950.000 para o Instituto de Previdência.
Para a Câmara a previsão é do repasse de R$ 7 milhões, conforme prevê a legislação.

Relacionadas

PARALISAÇÃO

Volta às aulas mobiliza sindicato para greve também na Região

VACINA DA COVID-19

Aliel cobra explicações sobre quantidade de vacinas destinadas ao PR

NOVA MEDIDA

TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Comentários