Pacote do Governo inclui obras em rodovias na Região de Guarapuava

Trecho da PR-170, na entrada para Entre Rios, será revitalizado

Governador lança pacote de obras (Foto: ANPr)

O anúncio de revitalização de estradas feito pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta terça (7), no Palácio Iguaçu, contempla trechos que há muito tempo vinham sendo reivindicados. O programa prevê obras em 9,8 mil quilômetros de rodovias estaduais, em todas as regiões do Paraná, com um custo de R$ 2 bilhões, considerado o maior pacote de obras feito com recursos próprios do Estado.

Nos Campos Gerais, onde municípios da região de Guarapuava estão inclusos, haverá obras previstas em Guarapuava, na PR-170, entrada para o distrito de Entre Rios; Prudentópolis; Laranjal; Palmital; Pitanga; Góes Artigas; Inácio Martins; Santa Maria do Oeste; Laranjeiras do Sul; Pinhão; Candói – entrada Usina Mineral Santa Clara); Campina do Simão; Rio Bonito do Iguaçu; Foz do Jordão; Quedas do Iguaçu e Porto Barreiro.

As obras de restauração e conservação serão feitas ao longo de três anos, com início imediato, e compreendem grande parte da malha viária estadual, que é de 12 mil quilômetros.De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, os projetos já vêm de anos, mas estavam judicializados e precisaram ser revistos para readequar com os valores atuais. “Avaliamos todos os trechos. Temos rodovias em situação precária em várias regiões do Estado que precisam de uma intervenção imediata”, disse. As obras foram divididas em 33 lotes, conforme as superintendências regionais do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e compreendem todas as regiões do Estado.

Na regional Leste serão revitalizados 488 quilômetros de rodovias; nos Campos Gerais serão 1,9 mil quilômetros; no Norte, 1,9 mil quilômetros; no Noroeste, 3,2 mil e no Oeste 2,3 mil.Em parte dos lotes serão feitos serviços corretivos, com execução de reparos superficiais e remendos profundos localizados, além da melhoria da drenagem do pavimento. Nas rodovias que funcionam como corredor de escoamento estão previstas obras mais profundas. São serviços de segurança ao usuário e proteção do pavimento, com correções localizadas ao longo dos trechos rodoviários, e aplicação de produtos asfálticos polimerizados, que garantem mais durabilidade à pavimentação.

Além disso, todo o trecho da faixa de domínio da malha rodoviária estadual passará por conservação frequente, tanto os trechos pavimentados como os não pavimentados. Isso inclui a limpeza das sarjetas, meios-fios e bueiros; limpeza e recomposição da sinalização vertical e controle da vegetação com roçada manual, capina e remoção de resíduos.

“É um investimento robusto que atende a necessidade da malha estadual. Primeiro por uma questão de segurança, infelizmente muitas pessoas perderam suas vidas nessas rodovias mal cuidadas”, disse o governador. “Também há a questão logística. Precisamos de uma infraestrutura adequada para fazer com que a produção paranaense seja exportada para o mundo inteiro”.

Confira aqui todos os trechos das rodovias contempladas com o programa.

Relacionadas

ADERINDO A MODA

Tribunal Regional Eleitoral é o novo 'Tiktoker' do momento

MERCADO DE TRABALHO

Paraná é o estado que mais empregou pela Agência do Trabalhador

PREVENÇÃO

Paraná intensifica ações de enfrentamento à dengue

Comentários