Paraná completa três meses desde o primeiro caso de Covid-19

Há um mês eram 1.906 casos confirmados no estado. Hoje (12), a Sesa já contabiliza 8.457. Em Guarapuava e Região os números também avançaram

Em menos de um mês os casos aumentaram 344% no Paraná (Foto: Ascom/AENPr)

Nesta sexta (12) completa três meses desde os primeiros casos de Covid-19 no Estado. Os últimos dados apontam que no Paraná são 8.457 casos confirmados da doença. Em Guarapuava, o primeiro paciente que testou positivo foi em 26 de março. Atualmente a cidade tem 67 casos confirmados.

A preocupação da Secretaria Estadual de Saúde é com o acentuamento da curva de infecção, que acelerou consideravelmente. Em Guarapuava, 17 casos foram confirmados em apenas dois dias. Em Pinhão, 16 pacientes testaram positivo em 24 horas. Um ato administrativo paralisou as atividades de uma empresa em Pinhão, após quatro colaboradores testarem positivo para a doença.

Na Região, a cidade de Coronel Domingo Soares é uma das cidades que está em estado de alerta. A cidade com pouco mais de sete mil habitantes, já supera 150 casos confirmados. Em Reserva do Iguaçu, a prefeitura decretou toque de recolher na semana passada.

NO ESTADO

Segundo o boletim epidemiológico da Sesa, no dia 12 de maio eram 1.906 casos confirmados e 113 óbitos em decorrência da Covid-19. Já o levantamento de ontem (11) revela 8.457 infectados, um aumento de 344%. O número de residentes no Paraná que perderam a vida aumentou 148%, chegando a 280 mortes. Os recuperados somam 2.887 pessoas.

Apenas no mês de junho foram 3.779 confirmações (ou 44% do total) e 99 mortes (35%), o que fez o governador Ratinho Junior reforçar a orientação para medidas de isolamento social e também sanitárias e preventivas, como uso de álcool gel, máscaras e evitar aglomerações.

Ele destacou que o Estado respondeu a essa crise de maneira rápida, eficaz e responsável, mantendo o que precisava ficar aberto e recomendando isolamento social logo no começo da pandemia, o que manteve sob controle os índices.

Mas o monitoramento e tomadas de decisão são feitos diariamente. Contamos com apoio da população para ajudar a controlar a circulação do vírus, adotando medidas simples como o uso da máscara. Somente assim evitamos a adoção de uma atitude mais drástica.

ORIENTAÇÕES

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Guarapuava, a maioria dos casos na cidade ocorreram por contaminação comunitária, principalmente, entre membros da mesma família. Por isso, evitar a aglomeração de pessoas é fundamental, principalmente, com a chegada do frio.

Conforme os protocolos sanitários contra a doença, é preciso o isolamento em casa; o distanciamento social; lavar as mãos várias vezes durante o dia; usar álcool gel e, principalmente, a utilização de máscaras.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PROTOCOLO DE SEGURANÇA

Confirmação de covid-19 em parte de equipe fecha Guaraprev

DESTAQUE

Adelmo Klosowski recebe título de "Prefeito Amigo da Criança"

MELHORIA

Prefeitura e Sanepar firmam convênio que beneficia 700 famílias

Comentários