Paraná é o primeiro a estabelecer testagem em instituições para idosos

Uma circular com informações e orientações foi enviada pela Secretaria de Saúde para as 22 Regionais do PR. A testagem deve ocorrer em 350 instituições

A testagem deve chegar a 10 mil idosos em 350 instituições (Foto: AENPr)

O Paraná é o primeiro estado a anunciar o plano para a implantação da testagem para a covid-19 nas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) em todos os municípios paranaenses. Desta forma, a Secretaria da Saúde do Paraná enviou uma circular às 22 Regionais de Saúde com orientações para a implementação das medidas de prevenção, controle e testagem.

Conforme as informações, a testagem abrangerá cerca de 350 instituições públicas, filantrópicas e privadas. Juntas essas instituições abrigam aproximadamente 10 mil idosos e que têm perto de 6 mil profissionais atuando diariamente. Ainda de acordo com a Sesa, a Atenção à Saúde do Idoso é área prioritária no Plano de Governo do Paraná, que tem a quinta maior população idosa do país, com um contingente de 1,7 milhão.

A diretora da Divisão de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, explicou que o Estado definiu, inclusive, o idoso como tema do PlanificaSUS. Tal projeto é proposto pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), para adoção de modelos de Atenção às Condições Crônicas. O Modelo de Atenção do Paraná vem sendo implantado desde o ano passado, no município de Irati.

ORIENTAÇÃO

O secretário da Saúde, Beto Preto explicou que as Regionais de Saúde estão sendo orientadas a solicitarem o material para os exames de RT-PCR junto à Secretaria da Saúde, de acordo com as necessidades de cada município. “Muitas Regionais já têm este material e estão distribuindo para os municípios que podem iniciar a testagem. Nosso objetivo é identificar precocemente idosos e trabalhadores portadores da doença”.

O Ministério Público também tem orientado a testagem dos idosos que residem nas instituições, principalmente em cidades onde já foram registradas contaminações.

MEDIDAS

Maria Goretti lembra ainda que idosos institucionalizados representam um alvo para a infecção pelo SARS-CoV-2, com altas taxas de mortalidade. “Este monitoramento é fundamental. Deve abranger os trabalhadores e ser feito com periodicidade. Esta é a proposta do Estado do Paraná”.

Além disso, ela acrescenta que não basta apenas a testagem. Mas que é preciso, concomitantemente, implantar medidas de isolamento por 14 dias ou transferência dos idosos residentes infectados para serviço indicado pelo município.

“Funcionários com infecção devem ser afastados. As ILPIs devem, ainda, manter rigorosamente as demais medidas preventivas. Entre elas, o uso de máscaras e de álcool gel por todos que circulam nas áreas da instituição e limpeza e higienização de todos os ambientes”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

BAZAR BENEFICENTE

'Vidas por Vidas' promove bazar agendado todos os dias em Guarapuava

SEM ÁGUA

Vazamento pode desabastecer Distrito de Faxinal do Céu em Pinhão

Comentários