Paraná lidera adesões ao sistema de segurança alimentar e nutricional

De acordo com as informações da Caisan, das 50 novas adesões formalizadas no dia 10 de julho, 34 são de municípios do Paraná

Das 50 novas adesões formalizadas no dia 10 de julho, 34 são de municípios do Paraná (Foto: Reprodução/AEN)

A Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) informou que o Paraná é o estado com mais adesões ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). De acordo com as informações da Caisan, das 50 novas adesões formalizadas no dia 10 de julho, 34 são de municípios do Paraná. Dessa maneira, o Estado mantém o destaque com 160 municípios, o que corresponde, aproximadamente, a 40% das adesões ao Sisan em todo o território nacional.

Assim a Caisan Paraná, coordenada pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, analisa, outros 40 processos de solicitação de adesão. Portanto, até o final de 2020, possivelmente o Paraná tenha 200 integrados ao Sisan, ou seja, mais da metade dos municípios do Estado.

De acordo com o secretário executivo do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea) no Paraná, Valdenir Veloso Neto, o município que adere ao Sisan tem preferência na destinação de recursos do Governo do Estado e do governo federal. “Os municípios paranaenses com a adesão concluída pontuam mais para receber recursos para a construção de cozinhas ou panificadoras comunitárias, hortas comunitárias, central de recebimento de produtos da agricultura familiar, sacolões ou feiras livres”.

Segundo a Presidente do Consea Paraná, Roseli Pittner, a adesão ao Sisan é um dos caminhos para promover a cidadania. “Entendemos que possibilita o direito humano à alimentação adequada e saudável, garantindo a dignidade a todos. É, ainda, uma forma de cada município fortalecer as ações de segurança alimentar e nutricional, melhorar as práticas alimentares, entre outras coisas”.

SISTEMA ÚNICO

O Sisan foi instituído em 2006 e é um sistema único, assim como o SUS. O objetivo central a consecução do direito humano à alimentação adequada e da segurança alimentar e nutricional da população, além de integrar União, estados e municípios na implementação de políticas públicas na área.

Neste segundo semestre, a Caisan Paraná fará a revisão do Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional. Assim, vai contar com a participação de diversas Secretarias de Estado, Núcleos Regionais e Conselheiros do Consea Paraná.

A Caisan Paraná também continuará assessorando os municípios que ainda não aderiram ao Sisan para que façam parte do Sistema, uma vez que a meta é estar com todos os municípios paranaenses integrados oficialmente.

PLANOS MUNICIPAIS

Além disso, também será feita a análise dos Planos Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional dos 160 municípios que já aderiram ao sistema. Desse modo, verificando o período de vigência e o atingimento das metas.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AGRICULTURA

Em 2020, Guarapuava aumentou a área de plantio da cevada em 11%

COMEMORAÇÃO

Site 'Compre do Produtor' lança descontos no Dia da Agricultura Familiar

RELAÇÃO COMERCIAL

Agronegócio pauta encontro de Ratinho Junior com embaixador do Irã

Comentários