Paulo Bernardo pode substituir Dilma na Casa Civil

Em entrevista dada recentemente, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo – que esteve em Guarapuava na última sexta-feira, participando da entrega dos termos de posse e seção de terrenos a algumas famílias da vila Paz e Bem – afirmou que está disposto a trocar a candidatura a deputado federal no próximo ano pelo ministério da Casa Civil, substituindo a partir de março a atual ministra Dilma Roussef, candidata a presidente pelo Partido dos Trabalhadores (PT) na eleição de 2010.

Segundo o site Paraná Online, o nome de Bernardo – que apesar de paulista, construiu sua carreira política no Paraná – vem sendo ventilado como um dos prováveis sucessores de Dilma, quando ela deixar o ministério para concorrer à presidência.

Devido à ligação direta com o presidente da República, o chefe da Casa Civil geralmente é considerado o ministro mais importante do país. As atribuições básicas do ministério envolvem o assessoramento direto do presidente na coordenação de ações de governo. O chefe da Casa Civil também é responsável pela avaliação das propostas legislativas que o presidente encaminha ao Parlamento, além de cuidar da publicação dos atos oficiais do governo.

Com informações da agência Bonde News

Foto: ministro Paulo Bernardo em visita a Guarapuava, realizada na última sexta-feira (arquivo)

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários