22/08/2023
Em Alta Região Segurança

PCPR indicia ex-professora da Apae por maus-tratos em Irati

Sistema de videomonitoramento da escola flagrou a ex-professora contendo uma aluna com Síndrome de Down e TEA pelos cabelos

PCPR indicia ex-professora da Apae por maus-tratos em Irati (Foto: Fábio Dias/EPR)

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) indiciou a ex-professora, de 61 anos, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) Rural, por maus-tratos em Irati. Sistema de videomonitoramento da escola flagrou a ex-professora contendo uma aluna com Síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista pelos cabelos.

De acordo com a PCPR, a mulher foi indiciada pelos crimes de violência arbitrária e maus-tratos. O crime ocorreu no dia 15 de maio durante horário de aula. Após conjunto de diligências e depoimentos, a investigação apurou que a professora se excedeu nos meios de correção e disciplina quando conteve a aluna.

A investigação ainda apurou se a violência era uma conduta recorrente, mas trata-se de fato único, de excepcional gravidade. Além disso, outro servidor soube das agressões e não tomou as medidas necessárias para levar a situação às autoridades. Por isso, praticou o crime de corrupção passiva privilegiada.

Dessa forma, a PCPR representou para haver o afastamento da professora, bem como para que ela não frequente mais a Apae Rural em Irati. Ambos os servidores respondem pelos crimes em liberdade. Por fim, o inquérito policial foi encaminhado à justiça.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Anelize Marques

Jornalista

Jornalista formada Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) desde junho de 2023. Com 22 anos, tem experiência em Assessoria de Comunicação, Webjornalismo e conteúdos digitais, e Revista. Escreve sobre temas diversos e atua como repórter no Portal RSN desde maio de 2023.

Relacionadas


Warning: Undefined array key 0 in /home/redesuld/public_html/wp/wp-includes/class-wp-query.php on line 3738

A missão da RSN é produzir informações e análises jornalísticas com credibilidade, transparência, qualidade e rapidez, seguindo princípios editoriais de independência, senso crítico, pluralismo e apartidarismo. Além disso, busca contribuir para fortalecer a democracia e conscientizar a cidadania.