Pinhão está “infestado” de mosquito da dengue, diz secretário de Saúde

Em Pinhão, na área urbana há proliferação de lavras e mosquitos em todas as partes. Agentes de endemias notificam e quando voltam o problema continua

Pinhão está “infestado” de mosquito da dengue, diz secretário de Saúde (Foto: Divulgação)

A administração municipal de Pinhão enfrenta mais um desafio, além de conter a propagação do coronavírus. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Ivonei de Oliveira Lima, o perímetro urbano está ‘infestado de Aedes Aegypti”, o mosquito transmissor da dengue.

Conforme o secretário, a população precisa colaborar e entrar na luta contra essa doença que já tem números recordes no Paraná. “Já temos mais de 76 mil casos com 57 mortes no Estado. É uma situação muito grave e exige muito esforço de dedicação”.

Pinhão está “infestado” do mosquito da dengue, diz secretário de Saúde Ivonei de Oliveira Lima (Foto: Ascom/Prefeitura de Pinhão)

“Temos focos de mosquito em todos os lugares. Nossos agentes de endemias estão localizando larvas e mosquitos em todo o perímetro urbano, principalmente, no bairro São Cristóvão. As equipes notificam, mas quando retornam o problema continua e sem a colaboração da população não vamos conseguir”.

Assim, o secretário sugere que as pessoas aproveitem o período de quarentena para limpar depósitos, quintais, terrenos baldios e alerta: “De nada adiante se prevenir contra o coronavírus e permitir que a dengue tome conta do município”.

LEGISLAÇÃO

Para conter também essa propagação, Ivonei de Oliveira Lima disse que deve sugerir ao prefeito Odir Gotardo uma lei que dê autonomia para os agentes de endemias. O objetivo é de que os agentes possam notificar proprietários e em caso de reincidência, multar.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Coronavírus: sobe para 104 o número de suspeitos em Guarapuava

COVID-19

Coronavírus: sobem de 160 para 185 os casos confirmados no Paraná

PANORAMA HOMICÍDIO

Paraná tem menor número de homicídios dolosos em 13 anos

Comentários