PM registra oito casos de lesão corporal e violência doméstica na Região

Foram quatro registros de violência em Guarapuava, três em Irati e um em Candói. Em alguns casos, as vítimas não quiseram representar contra o agressor

PM registra oito casos de lesão corporal e violência doméstica na Região (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar registrou oito casos de lesão corporal, ameaça e violência doméstica em Guarapuava e Irati nas últimas horas. Em um dos casos, em Candói, o marido alcoolizado tentou matar a esposa com uma faca e depois deu dois tiros com revólver. Ele foi preso com quatro armas e munições de calibres variados.

GUARAPUAVA

Quatro mulheres sofreram violência doméstica entre esse domingo (5) e esta segunda (6) em Guarapuava. De acordo com a Polícia Militar, o primeiro caso ocorreu às 7h30 na rua Oscar Leopoldo R. Silva, no Jardim das Américas. No endereço, a mulher de 45 anos informou aos policiais que teve um desentendimento com o marido de 31 anos.

Depois da briga, o marido a teria expulsado de casa. A vítima disse também que queria apenas retirar os pertences pessoais da residência e não representar contra o mesmo. Por fim, afirmou que procuraria seus direitos.

Jardim das Américas/Vila Bela

Também no Jardim das Américas, mas na rua Mary Thompson Milazzo, uma mulher disse aos policiais que a filha de 20 anos estava se desentendendo com o marido de 38 anos. Além disso, ela contou que o genro a ameaçou verbalmente.

A sogra do agressor disse também que ele proíbe a filha de visitar e receber visitas dos familiares. E ainda que recebeu mensagens da filha pelo celular, pedindo ajuda para retirar os pertences e sair da casa. A PM foi até a rua Ana Luiza Teixeira Regiani, na Vila Bela e fez contato com o casal.

Conforme boletim de ocorrência, os dois entraram em um acordo e a jovem conseguiu retirar os pertences pessoais e ir para a casa da mãe. Não houve interesse em representação.

Boqueirão

Por volta das 16h10 desse domingo (5), a polícia atendeu na rua Pascoal Ranieri, no bairro Boqueirão, uma mulher de 22 anos que havia se desentendido com o marido de 24 anos. Por ciúmes, o marido danificou o celular dela e ainda a agrediu com socos no rosto, abdômen e chutes na perna direita. De acordo com a vítima, as agressões já ocorreram outras vezes. Por fim, o agressor fugiu e a vítima foi orientada quanto as medidas cabíveis.

Vila Bela

E na noite desse domingo (5), a equipe policial atendeu uma ameaça às 21h42, na rua Mario de Barros, no bairro Vila Bela. No endereço, a vítima relatou aos policiais que transitava pela rua com o namorado, quando o ex-marido parou com um VW Up Vermelho. O motorista desembarcou e foi em direção da ex-mulher com a intenção de agredi-la.

Entretanto, o agressor foi contido pelo namorado da vítima, e fugiu do local ao saber que a polícia seria chamada. A mulher disse ainda que possui medida protetiva contra o ex-marido, que não foi encontrado.

IRATI

Em Irati, a PM atendeu a três casos de violência contra a mulher. Assim, às 8h25, a equipe foi até o bairro Dalegrave, onde uma mulher informou que a irmã dela estava sendo agredida pelo marido. No local, foi feito contato com a vítima, que relatou que teve uma discussão com o marido e que ele a agrediu. De acordo com a polícia, a mulher conseguiu fugir e não teve interesse em representar contra o agressor. 

Por volta das 20h, uma mulher informou aos policiais que foi ameaçada de morte pelo marido. A agressão ocorreu na residência do casal, na avenida Guarapuava. Conforme a PM, o marido quebrou um bebedouro e um celular da esposa, e saiu em seguida na direção do bairro Alto da Lagoa. O agressor não foi localizado.

E no começo da madrugada desta segunda (6), uma mulher afirmou aos policiais que foi ameaçada pelo ex-namorado. O caso aconteceu às 0h50 em frente a casa dela. De acordo com a mulher, o ex-namorado chegou embriagado batendo no portão. Ao sair com o filho para atendê-lo, os dois foram ameaçados com uma barra de ferro de 55 centímetros.

Em seguida, o agressor quebrou o vidro traseiro do GM Corsa da vítima. A mulher informou ainda que ele já tinha feito ameaças anteriores, e também enviava mensagens de ameaça pelo celular com conteúdo agressivo. De acordo com a moradora, o ex-namorado poderia estar armado, e fugiu com um VW Gol Preto no sentido de Teixeira Soares.

Equipes policiais de Fernandes Pinheiro e Teixeira Soares foram acionadas e logo após o acusado foi abordado. O teste do bafômetro confirmou que ele estava embriagado. O homem foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil de Teixeira Soares.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Guarapuava começa a semana com mais nove casos confirmados

SAÚDE

Municípios da 5ª Regional ainda tem casos de sarampo em investigação

IRREGULARIDADES SANITÁRIAS

Ação de fiscalização multa comerciantes e moradores em Guarapuava

Comentários