Polícia Ambiental descobre desmatamento na Serra da Esperança

Dono da propriedade desmatada foi preso em flagrante

Reportagem atualizada para inclusão de informação às 15h25 do dia 12/06.

(Foto: Ascom/Polícia Ambiental)

Policiais ambientais do Posto de Guarapuava descobriram um desmatamento de 3,87 hectares em uma propriedade localizada na Área de Proteção Ambiental da Serra da Esperança. No local, os policiais flagraram uma escavadeira hidráulica fazendo o desmate.

No local um homem que estava em um veículo se identificou como proprietário da área fiscalizada, e por não possuir autorização ambiental foi preso em flagrante e encaminhado juntamente com o operador da máquina à Delegacia de Polícia Civil de Guarapuava.

(Foto: Ascom/Polícia Ambiental)

O advogado de defesa do proprietário da área, Marinaldo Rattes, informou que o local apontado pela Polícia Ambiental encontrava-se desmatado ainda no ano de 2017, conforme imagem do Google Earth abaixo.

(Imagem: Google Earth)

De acordo com o advogado, o proprietário da área apenas determinou que o operador da máquina fizesse a limpeza do local, sem afetar o meio ambiente.

“Estamos fazendo estudos de georreferenciamento para embasar a tese da defesa na esfera administrativa diante dos autos de infrações e posteriormente, instruir o inquérito policial”.

Segundo Rattes, preliminarmente, há informações que não se trata de área embargada pelo Instituto Ambiental do Paraná, assim como, os estudos preliminares demonstraram que a área não é unidade de preservação permanente, nem área de preservação permanente (APP).

A Polícia Ambiental informa que as denúncias sobre crimes ambientais devem ser feitas através do telefone 181 ou pelo email: denunciaambiental@pm.pr.gov.br

Relacionadas

'EXPLOSÃO' COVID-19

Em 24h, Guarapuava registra duas mortes por covid-19

ATENÇÃO

Está em vigor em Guarapuava 'toque de recolher' estadual

ALERTA

Municípios da 5ª Regional registram novos casos suspeitos de Dengue

Comentários