Polícia apreende 70 toneladas de drogas a mais no 1º semestre de 2020

Os dados são do balanço divulgado nessa terça (28). Em 2019 foram 54,5 toneladas de drogas contra 124,6 toneladas nos seis primeiros meses deste ano

Este ano foram apreendidas 124,6 toneladas nos seis primeiros meses  (Foto: Reprodução/AEN)

No primeiro semestre de 2020, as forças da segurança do Paraná apreenderam 70 toneladas de drogas a mais que no mesmo período de 2019. O número significa um aumento de 128,3% nas apreensões. Foram 54,5 toneladas de drogas (cocaína, maconha e crack) apreendidas de janeiro a junho de 2019, contra 124,6 toneladas nos seis primeiros meses deste ano.

Os dados são do balanço divulgado nessa terça (28). De acordo com o secretário Romulo Marinho Soares, combater o uso e o tráfico de drogas também é combater a violência. “Como secretário e como pai, acredito que seja indispensável focar as forças de segurança no combate às drogas, e é isso que fazemos diariamente em nossas ações preventivas e operações de prevenção e repressão”.

Até o dia 7 de julho, a Polícia Rodoviária Federal do Paraná tinha divulgado a apreensão de 66,1 toneladas de drogas durante o primeiro semestre de 2020. Outras informações também foram repassadas como as 29,5 milhões de carteiras de cigarro e 63 armas de fogo.

AS APREENSÕES

(Foto: Reprodução/AEN)

Além disso, no primeiro semestre de 2020, as polícias Militar e Civil apreenderam mais de 1,8 tonelada de cocaína (1.886 quilos), um aumento de 185,2% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram apreendidos 661,2 quilos da droga.

Também foram apreendidas 68,4 toneladas a mais de maconha no comparativo com 2019 – subiu de 53,1 para 121,6 toneladas, o que resulta em um aumento de 128,7%.

Já as apreensões de crack, aumentaram 46,3% de janeiro a junho deste ano em relação à mesma época de 2019: foram apreendidos 737,7 quilos no ano passado contra 1,07 tonelada em 2020.

(Foto: Reprodução/AEN)

Segundo o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Riad Braga Farhat, o tráfico de drogas traz à reboque uma gama imensa de outros crimes. Crimes graves como furtos, roubos, homicídios. “Ano após ano, a Polícia Civil tem batido recorde de apreensões de drogas e tirado de circulação o maior número possível de traficantes. Desse modo, essa é a nossa forma de combater esse crime”.

(Foto: Reprodução/AEN)

SINTÉTICAS

As apreensões de drogas sintéticas apresentaram redução: ecstasy caiu de 32,4 mil para 25,9 mil compridos apreendidos (redução de 19,8%) nos primeiros seis meses de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. As apreensões de LSD reduziram de 21,6 mil para 8,8 mil pontos (queda de 59,3%).

UMA TONELADA EM UM DIA

Em 25 de julho, a PRF apreendeu em um único dia mais de uma tonelada de maconha em diversas Regiões do Estado. Em Guarapuava, foram mais de 540 quilos da droga. Assim, a polícia encontrou 541,7 quilos de maconha em um carro abandonado no município.

O carro estava na marginal da BR-277, o motorista fugiu do local em outro carro. Outra apreensão foi registrada pela polícia minutos depois, desta vez em Francisco Alves, onde a polícia encontrou 55,4 de maconha após uma perseguição.

NESTA TERÇA (28)

A Polícia Rodoviária Federal fez na tarde dessa terça (28), a maior apreensão do ano de maconha no Paraná. Conforme os agentes da PRF, o motorista de 32 anos de uma carreta foi abordado na BR-163, no município de Quatro Pontes (PR), no extremo Oeste. Entretanto, o motorista demonstrou estar bastante nervoso, o que chamou a atenção dos policiais.

O homem disse à equipe que estava transportando milho, que havia carregado em Ponta Porã (MS) e levaria a carga até Cascavel. Entretanto, os policiais ficaram desconfiados e resolveram intensificar a fiscalização. Ao retirar a lona, a PRF encontrou os fardos de maconha escondidos em meio ao milho. Após o descarregamento, a droga totalizou 11,4 toneladas. Também foram encontrados 84 quilos de skunk, uma variação mais potente da maconha.

PREVENÇÃO

Dessa maneira, é perceptível que a mesma importância das operações de repressão e prisão de traficantes está a prevenção ao uso e ao tráfico de drogas. A Secretaria da Segurança Pública incentiva a prevenção por meio de Conselhos, programas e outras ações.

É importante que além das polícias, também famílias e escolas estejam atentos à infiltração das drogas na vida dos jovens. Por isso, o Paraná trabalha com diversas políticas públicas. Bons exemplos são o Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas e o Proerd, que é o programa de prevenção às drogas nas escolas do Paraná, desenvolvido pela Polícia Militar.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) visa educar os cidadãos, ainda crianças, para que no futuro possam evitar problemas com álcool, drogas e violência. O Proerd já alcançou mais de 1,6 milhão de estudantes em todo o Paraná.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

EM ALERTA

Depois de dois engavetamentos na BR-277, PRF orienta motoristas

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Guarapuava é sede da primeira rede de pesquisa genômica do País

PARCERIA

Assembleia garante dinheiro para compra da vacina contra covid-19

Comentários