Polícias apreendem 107 toneladas de drogas de janeiro a setembro

De acordo com o balanço da Secretaria de Segurança do PR, a maconha foi o entorpecente mais recolhido em todo o Paraná. Foram 101,5 toneladas

Flagrante de Tráfico de Drogas (Foto: AENPr)

As forças policiais do Estado tiraram de circulação cerca de 107 toneladas de drogas de janeiro a setembro deste ano. O balanço referente às apreensões foi divulgado em relatório do Centro de Análise, Planejamento e Estatística, da Secretaria da Segurança Pública do Paraná, nesta semana.

Assim, o documento traz a quantidade de drogas apreendida em cada municípios. De acordo com o balanço, a maconha foi o entorpecente mais recolhido em todo o Paraná. Foram 101,5 toneladas, o que corresponde a uma média de 376 quilos apreendidos por dia. O que representa um volume 34% maior, na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando foram interceptadas 75,7 toneladas.

A cocaína foi a droga que teve maior aumento nas apreensões (231%). Foram 4,4 toneladas de janeiro a setembro de 2019 e 1,3 tonelada no mesmo período do ano passado. Em uma única apreensão, em julho deste ano, foram interceptadas em torno de 3 toneladas em Guaratuba, no Litoral.

Com relação ao crack, foi retirada de circulação 1,2 tonelada do entorpecente, quantidade 71,5% maior do que a registrada de janeiro a setembro de 2018, quando foram recolhidos 717 quilos.

SECRETARIA

Para o secretário da Segurança Pública, coronel Rômulo Marinho Soares, essa é mais uma estatística do Estado que demonstra o bom desempenho das ações desenvolvidas pelas polícias.

Toda a droga apreendida é resultado de grandes investigações e prisões, o que mostra que a segurança pública do Paraná tem agido incansavelmente em todas as esferas para garantir uma melhor qualidade de vida a toda a população.

Ele afirmou ainda que, independente da Região onde a droga é apreendida, a ação beneficia todo o Estado. “Os entorpecentes geralmente têm grande circulação, então, quando apreendemos em Curitiba, por exemplo, evitamos que esta droga chegue também à população de outros municípios do Estado, ou até de outras localidades do País”, completou.

No mesmo período também foram apreendidas 40.640 unidades de ecstasy, com uma pequena redução em relação ao ano anterior, com 47.052 unidades. Além disso, as polícias paranaenses apreenderam 32.449 unidades de LSD, quantidade 154% superior a de 2018, quando houve registro de 12.770 unidades.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MÚSICA

Abertas as inscrições para o maior encontro de bateristas da Região

FAMILIARES EM GUARAPUAVA

CRAS de cidade mato-grossense busca familiares de Pedro Costa

LUTO

Faleceu aos 87 anos em Guarapuava, 'Seo Lazinho'

Comentários