População deve se vacinar contra o sarampo até 22 de maio

A vacinação contra o sarampo vai acompanhar o calendário da vacinação contra a gripe, de 23 de março a 22 de maio. E é voltada para pessoas de 20 a 49 anos

Vacinação contra o sarampo vai até 22 de maio (Foto: Arquivo/RSN)

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo teve o prazo prorrogado. Assim, a imunização vai acompanhar o calendário da vacinação contra a gripe, de 23 de março a 22 de maio. A vacinação é indiscriminada para pessoas de 20 a 49 anos.

De acordo com o secretário Estadual de Saúde Beto Preto, no período anterior da campanha, de 10 de fevereiro a 13 de março, a vacinação focou o público mais jovem. “Neste momento, em que se ressalta a importância dos cuidados de prevenção no mundo inteiro, enfatizamos esta oportunidade para se colocar a vacinação em dia”.

A imunização contra o sarampo faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. A Vacina Tríplice Viral é indicada entre 1 a 29 anos, com duas doses, e de 30 a 49 anos, com uma dose.

SARAMPO NO PARANÁ

Na última semana o Paraná registrou 20 novos casos de sarampo. Assim, como mostra o Boletim Epidemiológico sobre o Sarampo divulgado pela Secretaria da Saúde do Paraná, já são 930 casos confirmados.

Assim, os novos casos estão em Curitiba (11), Colombo (2), Guaratuba (1), Paranaguá (1) , Almirante Tamandaré (1), Campo Largo (1), Campo Magro (1) e Pinhais (1).

Conforme a Sesa, o monitoramento foi iniciado em agosto de 2019. Hoje, 45 municípios apresentam casos da doença, em 12 Regionais de Saúde do Paraná.

De acordo com Beto Preto, o vírus está circulante no Estado e o sarampo é doença altamente contagiosa.“Estamos em período de campanha de imunização contra o sarampo. Tivemos o prazo prorrogado e a faixa etária ampliada para beneficiar um número ainda maior de paranaenses ”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CAMPANHA

Campanha das eleições municipais começa neste domingo (27)

FOTOGRAFIA

Estudantes têm até 1º de outubro para inserir foto no cadastro do Enem

VOLTA AO TRABALHO

Após reuniões sindicais, greve dos Correios acaba oficialmente

Comentários