22/08/2023
Cotidiano Guarapuava Saúde

Programa Genomas do Paraná busca voluntários para pesquisa

Agora, o Genomas precisa da participação de homens acima de 18 anos e mulheres com mais de 50 anos

Programa Genomas do Paraná busca voluntários para pesquisa (Foto: Reprodução/ACIG)

O Genomas do Paraná teve início há cerca de sete meses e terá duração mínima de 10 anos, a pesquisa atualmente está em uma fase intermediária de desenvolvimento com a coleta de amostras e o cadastro de voluntários. A meta do programa é atingir 4.500 mil pessoas no total, sendo 2 mil voluntários e 2.500 mil sorteados. Agora o Genomas precisa da participação de homens acima de 18 anos e mulheres com mais de 50 anos.

O programa é composto por três tipos de coletas, para trabalhar com o máximo de amostras possível: amostragem aleatória, super idosos e cadastro voluntário no site do Instituto para Pesquisa do Câncer de Guarapuava (IPEC).

Em ambas, os critérios de inclusão exigem que o participante tenha mais de 18 anos e resida em Guarapuava há mais de seis meses. Desse modo, os cadastrados serão selecionados por ordem de inscrição, considerando a faixa etária e o sexo. Os voluntários selecionados serão contatados por um pesquisador, que agendará a aplicação de um questionário epidemiológico.

Além de responder ao questionário, os participantes devem fornecer amostras biológicas de sangue, saliva e fezes, e também dados antropométricos. A coleta é feita por um laboratório parceiro do Programa Genomas Paraná. Além disso, o laboratório entra em contato com os participantes para agendar a coleta domiciliar das amostras, de acordo com a disponibilidade. Assim, as amostras biológicas são encaminhadas ao IPEC para a extração de DNA, RNA e proteínas. Em uma segunda etapa, será feito o sequenciamento genômico.

O PROGRAMA

Por fim, o Programa Genomas Paraná é uma iniciativa de pesquisa científica e tecnológica no Brasil, que busca entender as características da população do Estado, levando em consideração a saúde, o ambiente em que se vive, o estilo de vida, o histórico familiar e o perfil genético de cada pessoa.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Sabrina Ferrari

Jornalista

Graduada em Jornalismo pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) em 2018. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Letras da Unicentro. Possui experiência na área de reportagem, com ênfase em textos mais voltados para cultura, moda, turismo e comportamento.

Relacionadas

Desculpe, não encontramos nenhuma postagem disponível.

A missão da RSN é produzir informações e análises jornalísticas com credibilidade, transparência, qualidade e rapidez, seguindo princípios editoriais de independência, senso crítico, pluralismo e apartidarismo. Além disso, busca contribuir para fortalecer a democracia e conscientizar a cidadania.