Projeto PrevSIN do Simepar inova na previsão de chuvas

O projeto reúne o estado da arte nas tecnologias de previsão climática sazonal. E ainda, de modelagem hidrológica de grandes bacias

Projeto PrevSIN do Simepar inova na previsão de chuvas (Foto: Valdenir Daniel Cavalheiro/AEN)

O Simepar – Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná desenvolve uma metodologia inovadora para a previsão integrada hidroclimática de chuvas. Além disso, vai ter aplicação para vazões afluentes aos reservatórios do Sistema Integrado Nacional de Energia Elétrica (SIN). O Sistema é gerenciado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Conforme a Agência Estadual de Notícias, o estudo promovido juntamente com a Copel Geração e Transmissão (Copel GeT) e com a empresa Rhama Consultoria, Pesquisa e Treinamento, especializada em gestão de recursos hídricos, tem registro no Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico do Setor Elétrico da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O Simepar mantém programas de pesquisa científica, inovação tecnológica e capacitação em ciências ambientais. De acordo com o diretor-presidente, engenheiro Eduardo Alvim Leite, este projeto reúne o estado da arte nas tecnologias de previsão climática sazonal. E ainda, de modelagem hidrológica de grandes bacias.

Agrega competências estabelecidas no país nas áreas de meteorologia e hidrologia para criar um ambiente de suporte à análise prospectiva de situações de superávits e déficits de produção de energia hidráulica em todo o SIN.

A equipe de pesquisadores avaliará dados hidrometeorológicos coletados de 2000 a 2020 por órgãos de todo o Brasil, entre os quais a Agência Nacional de Águas (ANA), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o próprio Simepar. Além disso, as possibilidades de aplicação dos processos adotados por instituições globais como o European Centre for Medium-Range Weather Forecasts (Centro Europeu para Previsões do Tempo de Médio Alcance).

E o National Centers for Environmental Prediction (Centros Nacionais de Previsão Ambiental), vinculado à National Oceanic Atmospheric Administration (Administração Nacional Oceânica Atmosférica).

PREVSIN

A conclusão do projeto está prevista para maio de 2023. Será gerado um protótipo de previsão chuva-vazão diária para o horizonte de nove meses, com abrangência nacional. Conforme o coordenador do projeto, a interface para usuários será em plataforma web ou aplicativo. “O PrevSIN integrará diferentes processos e tecnologias, com alta resolução espaço-temporal”, observa o meteorologista e pesquisador em inovação do Simepar”.

Conforme a Agência, a estimativa de chuva engloba as bacias hidrográficas do Brasil a partir de dados de modelos climáticos globais. A previsão de vazão, levará em consideração o Modelo de Grandes Bacias do Instituto de Pesquisas Hidrológicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (MGB).

Por fim, o estudo também contribuirá para duas teses em curso: “Identificação de fenômenos climáticos nas alterações de vazão natural no Brasil”. E ainda, “Utilização do modelo MGB na bacia do Rio Iguaçu”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

FAMÍLIAS VULNERÁVEIS

Energisa e Unesco distribuem 420 cestas básicas em Guarapuava

AINDA DÁ TEMPO

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 38 milhões neste sábado (24)

Comentários