Promotor cita caso que envolveu Carli Filho

Guarapuava – Em sua atuação no julgamento do jovem Diego Pereira dos Santos o promotor João Milton Sales se referiu ao caso envolvendo o ex-deputado Fernando Carli Filho por duas vezes.
A primeira foi pra explicar que os dois casos são semelhantes, mas apresentam uma diferença: Diego foi preso em flagrante e ficou em regime fechado durante um ano e oito meses, enquanto o ex-deputado encontra-se em liberdade.
O promotor citou outro caso que também se assemelha aos dois acidentes citados: a tragédia envolvendo o filho do diretor geral da Assembleia Legislativa do Paraná, que foi solto após ter ficado preso por poucos dias.
A segunda vez que Carli Filho foi citado pelo PM na manhã desta quainta-feira foi quando o promotor se dirigiu aos jurados e observou que a sociedade de Guarapuava estava representada na Sala de Júri e se referiu não só ao público, mas também à imprensa presente.
De acordo com o promotor a imprensa se faz presente porque é um caso que chocou a sociedade e nã para prejudicar alguém. “Agora tudo é para prejudicar o ex-deputado. Ninguém quer cruxificar o réu por causa disso. O que está sendo medida aqui é a conduta do réu”, enfatizou.

Comentários