Propriedades certificadas para cultivo de orgânicos devem dobrar na Região

Guarapuava e Região contam com 400 processos em andamento para certificação

(Foto: Ascom/Crea-PR)

A região de Guarapuava tem apresentado crescimento no número de propriedades certificadas para produção de orgânicos. A afirmação foi feita na manhã desta quinta (9), pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR).

De acordo com o conselho, aproximadamente 300 propriedades já possuem certificado, e este número pode duplicar nos próximos meses, já que quase 400 estão em processo de produção de orgânicos e em fase de certificação.

Este aumento na produção segue a mesma lógica de crescimento nacional visto que, neste ano, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou levantamento apontando que, em sete anos, o número de agricultores desse segmento do agronegócio triplicou, passando de 5.934 cadastrados, em 2012, para 17.730 em 2019.

O Engenheiro Agrônomo Douglas Dias de Almeida, que atua neste ramo específico desde 2005, e explica as principais características deste tipo de produção. “Quando falamos em comida orgânica, estamos nos referindo a alimentos manufaturados que, desde o cultivo, seguem uma série de métodos como o não uso de agrotóxicos, transgênicos, agroquímicos e fertilizantes sintéticos, além de possuírem o selo de certificação orgânica que garante as normas e práticas de produção”.

Neste contexto, Douglas aponta o Paraná como um estado que tem destaque na produção de orgânicos em nível nacional, principalmente pela preocupação da profissionalização da atividade.

Relacionadas

OBRIGATÓRIO

Adapar alerta produtores sobre prazos para atualizar rebanhos no PR

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Guarapuava será a 1ª cidade do país a ter 'app' com prêmio internacional

ALERTA

Serviço de alerta de ferrugem asiática na soja começa nesta quinta no PR

Comentários