Prudentópolis, Pinhão e Candói ainda aguardam profissionais do ‘Mais Médicos’

Contratados devem chegar nos municípios até quinta feira (28). Três vagas ainda seguem em aberto

As vagas ofertadas pelo programa ‘Mais Médicos’, do governo federal, ainda apresentam demandas em aberto em três cidades da região de Guarapuava. De acordo com as assessorias de imprensa de Candói, Pinhão e Prudentópolis, estes municípios aguardam até esta quinta feira (28) a chegada de profissionais inscritos no programa.

Em Candói, dois médicos brasileiros preencheram as vagas e, segundo a assessoria, devem se apresentar aos serviços do município na quinta. Eles atuarão nas regiões administrativas da Paz e Cachoeira. Quando os profissionais assumirem, a carência de médicos pela oferta do programa ainda deixa uma vaga em aberto. No município, a necessidade de profissionais de saúde é ampla. Desistências e exonerações resultaram em um quadro médico de atendimento composto por apenas três profissionais.

(Foto: Ascom/Prefeitura de Candói)

Conforme a assessoria, a administração municipal “se esforça em compor o cenário mais favorável possível para a vinda dos profissionais”. No município, há um dos maiores salários para a categoria da região, com remuneração de R$ 19.535,23 com insalubridade. Além disso, para tentar normalizar o atendimento, a prefeitura abriu concurso público em caráter emergencial para contratar mais profissionais. No edital, são quatro vagas para contratação com urgência somente para médicos, além de outros profissionais. O processo de seleção está em fase de licitação para a contratação da empresa que aplicará o concurso.

Já em Prudentópolis, das três vagas que estavam em aberto pela oferta do ‘Mais Médicos’, duas foram preenchidas por brasileiros. Os profissionais, segundo o secretário de saúde, Luiz Carlos Mendes Ferreira Júnior, se apresentarão à população também até o dia 28. No município, eles integrarão o quadro de profissionais de atendimento à saúde, que conta com 18 médicos, distribuídos em 21 unidades básicas.

Recentemente, a administração municipal anunciou o reajuste no auxílio de custo aos médicos do programa. Com a mudança, o valor passou de R$ 2.100 para R$ 3.100 mensais. Cumprindo a exigência de custear as despesas de estadia e alimentação dos médicos do programa, Prudentópolis apresenta um dos melhores valores pagos pela região, se aproximando do teto de R$ 3.500.

(Foto: Ascom/Prefeitura de Prudentópolis)

Em Pinhão, das nove vagas para profissionais que integram o programa do governo federal atuando nas unidades Estratégia Saúde da Família (ESF), duas não foram ocupadas. Segundo a assessoria de imprensa municipal, a equipe da Prefeitura buscará em Curitiba nesta quinta feira (28) um novo profissional que preencheu uma das vagas.

De acordo com as equipes dos três municípios, o Ministério da Saúde não apresentou nenhuma previsão de contratação ou chamada para as três vagas restantes.

Relacionadas

CONVERSA ON-LINE

MIS-PR promove conversa comemorando o dia do patrimônio audiovisual

BOA AÇÃO

Grupo 'Duelo do Bem' começa as reformas no hospital Santa Tereza

TIRA-DÚVIDAS

TSE lança aplicativo para tirar dúvidas no WhatsApp nas eleições 2020

Comentários