Repasse anunciado por Ratinho Júnior não garante solução para o HST

"Cautela é necessária para não criar expectativas falsas", afirma administrador do hospital

(Foto: Divulgação)

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior confirmou nesta segunda feira (25) o repasse de R$ 32 milhões para custear programas da área da saúde do Paraná. Entre os destinos, os recursos serão destinados ao programa de apoio aos hospitais públicos e filantrópicos que atendem pelo SUS (Hospsus).

Em Guarapuava, o Hospital Santa Tereza enfrenta mensalmente atraso no pagamento da folha de funcionários, devido a demora no repasse das verbas por parte do governo estadual. Ao Portal RSN, o administrador do HST Francisco Cogo informou que está buscando informações do funcionamento e da metodologia da distribuição deste recurso. “Até o momento não temos a informação dos meios para obtenção e o quanto poderá ser absorvido pelo Instituto Virmond, que mantém o hospital”.

Os recursos, segundo o governo, regularizam repasses que estavam defasados e serão repassados pelo Fundo Estadual para os Fundos Municipais de Saúde. Mas para o administrador do Santa Tereza, é preciso ter cautela e não criar expectativas falsas a respeito da solução do problema financeiro enfrentado pelo HST.

“Observe que o estado do Paraná tem 399 municípios e, que 32 milhões para ratear entre estes, o resultado não é promissor, cerca de R$ 80.200. Ou seja: não resolverá o problema. Esta cautela é necessária para não criar expectativas falsas”.

De acordo com o governo do Estado, essas transferências, na modalidade Fundo a Fundo, estão sendo organizadas por meio da nova regra de financiamento, assinada pelo governador Ratinho Júnior e pelo secretário Beto Preto na cerimônia de posse. O governador afirmou que os recursos atendem necessidades de uma área prioritária para o Estado.

“Temos parceria com hospitais filantrópicos, hospitais públicos municipais e estadual e, também, com as secretarias municipais de saúde para melhorar o primeiro atendimento, aquele das unidades básicas”, disse o governador. “Liberamos R$ 32 milhões para diversas áreas e equipamentos. Objetivo é poder realizar de forma constante e otimizar o dinheiro público”.

Depois de duas semanas de atraso, o pagamento referente ao mês de fevereiro dos 360 funcionários do hospital Santa Tereza foi pago no último dia 21.

Relacionadas

PARCERIA

Leandre diz que Cancer Center é 'divisor de águas' e referência estadual

MAIS CONFIRMAÇÕES

Guarapuava confirma 27 novos casos de covid-19 em 24h

AULA INAUGURAL

UniGuairacá dá início às atividades da 2ª turma de mestrado profissional

Comentários