Reserva do Iguaçu quer planejar o futuro

Cidade pode ser a segunda do Paraná a implantar projeto de desenvolvimento local.

Moradores de Reserva do Iguaçu,reúnem-se, nesta terça-feira (30) na biblioteca pública, para conhecer a metodologia do Projeto Político de Desenvolvimento das Cidades do Paraná proposto pela Rede de Participação Política – iniciativa do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).
O objetivo do encontro é apresentar à população e às lideranças locais as etapas do projeto que estimula a comunidade a trabalhar com uma nova visão de governança compartilhada, onde os próprios moradores é que dão os primeiros passos em busca de um lugar melhor para viver.
“Todo lugar que a população espera por desenvolvimento é um lugar extremamente pobre. Qualquer ação que nós fazemos gera desenvolvimento. Se nós não resolvermos, ninguém vai resolver. Não é o governo que faz o lugar se desenvolver, quem faz são as pessoas”, defende o professor, analista político e consultor da Rede, Augusto de Franco.
A população de Reserva do Iguaçu que sonha com uma cidade diferente, quer ver mudanças e solucionar os problemas que atingem o dia-a-dia dos moradores, podem participar do encontro que acontece nesta terça (30) às 19 horas na biblioteca pública (Rua Joaquim Nunes, s/n). O projeto, se tiver a aderência da comunidade, pode começar a ser implantado já no mês de agosto.
O projeto já foi implantado em bairros das cidades de Curitiba, Ponta Grossa, Maringá e Londrina, totalizando 25 diferentes localidades e mais de 45 mil pessoas envolvidas. Algumas ações planejadas durante os encontros do projeto já estão sendo executadas no bairro Ney Braga em Maringá, nas vilas Santana e Barreto em Ponta Grossa, no Jardim Santos Andrade em Curitiba e na Vila Recreio em Londrina. Para participar e saber mais sobre o projeto, o contato pode ser feito com Gilséia Baraniuk pelo telefone (41) 32719528 ou pelo e-mail gilseia.baraniuk@redeempresarial.org.br
Foto:Vista parcial da cidade de Reserva do Iguaçu/Arquivo Fatos do Iguaçu

Relacionadas

CONTRA A COVID-19

Começa vacinação contra a covid-19 em Guarapuava

BOLETIM

Após 11 dias de internação, morre 75ª vítima da covid-19 em Guarapuava

MAIS AGILIDADE

Justiça Federal pode zerar fila de perícias médicas em Guarapuava

Comentários