Retorno às aulas está nas mãos de pais e profissionais da educação

Prefeitura lança consulta pública a partir das 17h desta sexta (11) no site. Pesquisa segue até o dia 16, em Guarapuava

Retorno às aulas está nas mãos de pais e profissionais da educação (Foto: Secom/Prefeitura)

O ensino fundamental em Guarapuava pode retornar às aulas ainda antes do fim deste ano. De acordo com o prefeito Cesar Silvestri Filho (Podemos), a data-base para o possível retorno será 28 de setembro. Entretanto, ele deixa claro que a decisão está nas mãos de pais. E é extensiva aos profissionais da educação. Para isso, será lançada consulta às 17h desta sexta (11), no site da PrefeituraAssim sendo, durante cinco dias, os cadastrados na Secretaria Municipal de Educação terão acesso à pesquisa.

Será uma decisão democrática com base no resultado da votação. Quanto mais pais e profissionais participarem, mais legitimada será nossa decisão. De nada adianta fazermos esforços e ao final termos adesão mínima.

De acordo com o prefeito, o objetivo é minimizar o prejuízo pedagógico que os alunos tiveram. Conforme Cesar Filho, também serão consultados o Sindicato (Sisppmug), o Ministério Público do Trabalho e o MP-Paraná. “Tudo será consensual e primando pela segurança”.

NÚMEROS CONFIRMAM

Entretanto, para balizar a abertura dessa discussão, Cesar Filho se valeu de números sobre a covid-19. Ele apresentou gráficos sobre a posição de Guarapuava na pandemia. “Guarapuava fez o dever de casa desde o início da pandemia. E temos condições técnicas de discutir o retorno às aulas”.

Conforme os dados apresentados, Guarapuava é a nona entre as 30 maiores cidades do Paraná. Porém, possui o menor índice de contaminação por 100 mil habitantes. Nesse sentido, se o Brasil tem a média 19,6 casos para cada 100 mil o Paraná está com 12. Todavia, Guarapuava possui apenas 3,12 para cada 100 mil pessoas.

Conforme Cesar Filho, outro dado que confirma a estabilidade da doença no município refere-se às mortes. “Guarapuava está em penúltimo lugar no estado com nove óbitos. Perde apenas para União da Vitória que tem um quarto da nossa população”.

SAIU NA FRENTE

Entre as ações preventivas que permitem o controle da doença em Guarapuava, Cesar Filho citou a obrigatoriedade do uso de máscaras. “Fomos a primeira cidade do País a ter essa exigência”. Conforme o prefeito, outra iniciativa pioneira foi a implantação do ‘call center’ para atendimento a pacientes. Além das consultas ‘on-line’ que impediram a presença de pessoas infectadas nas unidades de saúde.

De acordo com o Cesar Filho, as normativas destinadas a empresários se une à conscientização da população. “Esses também são fatores decisivos que impedem o avanço da doença no município”.

OS GRÁFICOS

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

MAIORIA DECIDIU

Consulta pública mantém suspensão de aulas presenciais em Guarapuava

OPORTUNIDADE

Inscrições para curso de Pedagogia no Contexto do Campo começam hoje

ENCONTRO INTERNACIONAL

CCBEU promove feira on-line com 100 universidades dos EUA

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com