Reunião entre Aliel e ‘Família Canto’ acena reviravolta nas eleições em PG

Aliel pode declinar de candidatura e indicar o vice em possível chapa liderada por Mabel Canto à sucessão de Marcelo Rangel

Reunião entre Aliel e ‘Família Canto’ acena reviravolta nas eleições em PG (Foto: Divulgação)

Uma reunião na tarde desta quarta (2) pode causar uma reviravolta nas eleições em Ponta Grossa. De acordo com informações repassadas ao Portal RSN o PSB, de Aliel Machado, pode declinar da candidatura majoritária em prol da deputada Mabel Canto (PSC). Essa possibilidade foi discutida entre Aliel, Mabel e o ex-prefeito Jocelito Canto. O Portal RSN consultou assessores de Aliel que confirmaram a conversa. Se isso ocorrer, o PSB indicará o candidato a vice.

Conforme informações de bastidores, uma das questões que pode pesar sobre a decisão de Aliel é a projeção do parlamentar no Congresso Nacional. Vice-líder da bancada de oposição, Aliel tem um desempenho que pode levá-lo a assumir a ponta entre os demais parlamentares.Porém, há uma ‘pedra no meio do caminho’ de Mabel. O que poderia implicar na candidatura majoritária da deputada é o compromisso assumido de que cumprirá o mandato legislativo até o fim.

Porém, se ela decidir continuar na Assembleia, é quase certo de que Aliel seguirá na majoritária. Assim, com o apoio da Família Canto.

‘QUEDA DE BRAÇO’

Se confirmada a candidatura de Aliel, segundo fontes consultadas pelo Portal RSN sobre o cenário político pontagrossense, tudo indica que a ‘queda de braço’ eleitoral ficará entre Aliel e Marcio Paulik (Solidariedade).

Deputado federal pelo segundo mandato Aliel já foi vereador e presidente da Câmara Municipal entre 2013 e 2014. Ele traz para a corrida sucessória, a experiência de ter ido ao segundo turno contra Marcelo Rangel, em 2018. Nesse ano, ele teve a preferência de 79.008 eleitores, contra 98.058 para Rangel.

Já Paulik, disputou as eleições municipais em 2012 e ficou fora do segundo turno que ficou entre Rangel e Péricles, onde o PT foi derrotado. Entretanto, atualmente, Paulik tem como ponto desfavorável a dissidência com os Irmãos Rangel. Um desacordo político quando os três [Marcelo, Sandro e Marcio) ainda estavam no PPS foi o pivô de uma briga por questões eleitorais. Assim, o resultado foi a saída de Marcio Paulik do Partido. Dessa forma, caso a candidatura situacionista de Elizabeth Schmidt (PSD) não ganhe musculatura, a dupla Rangel poderá migrar esforços para Aliel, num possível segundo turno.

Isso porque, embora esteja em outra ala política, Aliel mantém um contato ‘republicano’ com o prefeito. Conforme a matemática política, o deputado levou mais de R$ 50 milhões para o município. Além disso, vale lembrar que Elizabeth já foi do PSB.

CONVENÇÕES

O Partido Verde foi o primeiro a reunir convencionais, na segunda (31). O partido homologou a chapa de vereadores, apenas. O PV está sem candidatura majoritária e deve coligar com a candidata situacionista.

Dessa forma, o PSD do governador Ratinho Junior, será o primeiro a confirmar a candidatura à sucessão do prefeito Marcelo Rangel. Portanto, nesta sexta (4) a vice-prefeita Elizabeth será ‘ungida’ na cabeça de chapa. De acordo com informações levantadas pelo Portal RSN, a convenção será às 19h na Câmara de Vereadores. Porém, em ‘live’ nesta quarta (2), Elizabeth anunciou o capitão Saulo Vinicius Hladyszwski para a vaga de vice.

Seguindo a rodada de convenções, o Partido dos Trabalhadores, que já teve Péricles de Mello como prefeito, se reúne neste domingo (6). O PT tende a confirmar o nome do professor universitário Edson Armando como candidato a prefeito. Assim, entre os partidos de esquerda o PSOL desponta com o professor Sergio Gadin liderando a chapa majoritária. ‘Navegando’ num viés radical, o partido deverá seguir sozinho na disputa.

Antes, porém, no sábado (5), o DEM faz a convenção. A tendência é que a sigla indique o vereador Sebastião Mainardes para compor a chapa liderada pelo ex-deputado Marcio Paulik (Solidariedade).

TEM MAIS

Entretanto, outro ‘prefeiturável’ é Ricardo Zampieri. Candidato pelo Republicanos, o vereador desfralda a bandeira bolsonarista.  Porém, ainda é uma incógnita se manterá ou não a candidatura. Já Marcio Ferreira, (PSL), anunciou nessa terça (1) que desistiu da pré-candidatura. Conhecido como ‘Superman’, Marcio alegou decisão familiar para desistência.

Conforme a rodada de convenções, o PSB  se reúne na terça (15), às 16h, por videoconferência. Nesse dia o deputado federal Aliel Machado terá o nome confirmado para a sucessão de Marcelo Rangel. Segundo informações de bastidores, conversas ‘estreitas’ ocorrem com o MDB, PP, PDT e PL. Porém, outras siglas também estariam bem próximas na composição de uma grande aliança. Já no Solidariedade, embora o Portal RSN tenha feito contato direto com Paulik, ele não respondeu as questões enviadas pelo Whats App.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PEDÁGIO

"Esta nova cepa do outorgavírus é mais grave", diz Romanelli

MAIS FACILIDADE

Sanepar permite parcelamento em até 60 vezes para dívidas

VERÃO MAIOR

Boletim do IAT mostra qualidade das águas para banho no litoral e interior

Comentários