Reunião entre Aliel e ‘Família Canto’ acena reviravolta nas eleições em PG

Aliel pode declinar de candidatura e indicar o vice em possível chapa liderada por Mabel Canto à sucessão de Marcelo Rangel

Reunião entre Aliel e ‘Família Canto’ acena reviravolta nas eleições em PG (Foto: Divulgação)

Uma reunião na tarde desta quarta (2) pode causar uma reviravolta nas eleições em Ponta Grossa. De acordo com informações repassadas ao Portal RSN o PSB, de Aliel Machado, pode declinar da candidatura majoritária em prol da deputada Mabel Canto (PSC). Essa possibilidade foi discutida entre Aliel, Mabel e o ex-prefeito Jocelito Canto. O Portal RSN consultou assessores de Aliel que confirmaram a conversa. Se isso ocorrer, o PSB indicará o candidato a vice.

Conforme informações de bastidores, uma das questões que pode pesar sobre a decisão de Aliel é a projeção do parlamentar no Congresso Nacional. Vice-líder da bancada de oposição, Aliel tem um desempenho que pode levá-lo a assumir a ponta entre os demais parlamentares.Porém, há uma ‘pedra no meio do caminho’ de Mabel. O que poderia implicar na candidatura majoritária da deputada é o compromisso assumido de que cumprirá o mandato legislativo até o fim.

Porém, se ela decidir continuar na Assembleia, é quase certo de que Aliel seguirá na majoritária. Assim, com o apoio da Família Canto.

‘QUEDA DE BRAÇO’

Se confirmada a candidatura de Aliel, segundo fontes consultadas pelo Portal RSN sobre o cenário político pontagrossense, tudo indica que a ‘queda de braço’ eleitoral ficará entre Aliel e Marcio Paulik (Solidariedade).

Deputado federal pelo segundo mandato Aliel já foi vereador e presidente da Câmara Municipal entre 2013 e 2014. Ele traz para a corrida sucessória, a experiência de ter ido ao segundo turno contra Marcelo Rangel, em 2018. Nesse ano, ele teve a preferência de 79.008 eleitores, contra 98.058 para Rangel.

Já Paulik, disputou as eleições municipais em 2012 e ficou fora do segundo turno que ficou entre Rangel e Péricles, onde o PT foi derrotado. Entretanto, atualmente, Paulik tem como ponto desfavorável a dissidência com os Irmãos Rangel. Um desacordo político quando os três [Marcelo, Sandro e Marcio) ainda estavam no PPS foi o pivô de uma briga por questões eleitorais. Assim, o resultado foi a saída de Marcio Paulik do Partido. Dessa forma, caso a candidatura situacionista de Elizabeth Schmidt (PSD) não ganhe musculatura, a dupla Rangel poderá migrar esforços para Aliel, num possível segundo turno.

Isso porque, embora esteja em outra ala política, Aliel mantém um contato ‘republicano’ com o prefeito. Conforme a matemática política, o deputado levou mais de R$ 50 milhões para o município. Além disso, vale lembrar que Elizabeth já foi do PSB.

CONVENÇÕES

O Partido Verde foi o primeiro a reunir convencionais, na segunda (31). O partido homologou a chapa de vereadores, apenas. O PV está sem candidatura majoritária e deve coligar com a candidata situacionista.

Dessa forma, o PSD do governador Ratinho Junior, será o primeiro a confirmar a candidatura à sucessão do prefeito Marcelo Rangel. Portanto, nesta sexta (4) a vice-prefeita Elizabeth será ‘ungida’ na cabeça de chapa. De acordo com informações levantadas pelo Portal RSN, a convenção será às 19h na Câmara de Vereadores. Porém, em ‘live’ nesta quarta (2), Elizabeth anunciou o capitão Saulo Vinicius Hladyszwski para a vaga de vice.

Seguindo a rodada de convenções, o Partido dos Trabalhadores, que já teve Péricles de Mello como prefeito, se reúne neste domingo (6). O PT tende a confirmar o nome do professor universitário Edson Armando como candidato a prefeito. Assim, entre os partidos de esquerda o PSOL desponta com o professor Sergio Gadin liderando a chapa majoritária. ‘Navegando’ num viés radical, o partido deverá seguir sozinho na disputa.

Antes, porém, no sábado (5), o DEM faz a convenção. A tendência é que a sigla indique o vereador Sebastião Mainardes para compor a chapa liderada pelo ex-deputado Marcio Paulik (Solidariedade).

TEM MAIS

Entretanto, outro ‘prefeiturável’ é Ricardo Zampieri. Candidato pelo Republicanos, o vereador desfralda a bandeira bolsonarista.  Porém, ainda é uma incógnita se manterá ou não a candidatura. Já Marcio Ferreira, (PSL), anunciou nessa terça (1) que desistiu da pré-candidatura. Conhecido como ‘Superman’, Marcio alegou decisão familiar para desistência.

Conforme a rodada de convenções, o PSB  se reúne na terça (15), às 16h, por videoconferência. Nesse dia o deputado federal Aliel Machado terá o nome confirmado para a sucessão de Marcelo Rangel. Segundo informações de bastidores, conversas ‘estreitas’ ocorrem com o MDB, PP, PDT e PL. Porém, outras siglas também estariam bem próximas na composição de uma grande aliança. Já no Solidariedade, embora o Portal RSN tenha feito contato direto com Paulik, ele não respondeu as questões enviadas pelo Whats App.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVO PROGRAMA

Estado lança programa para recuperar economia dos municípios

MAIS TRANSPARÊNCIA

Procuradora da Mulher cobra transparência sobre feminicídio e violência

ELEIÇÕES 2020

Campanha pela participação da mulher na política é lançada no Paraná

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com