Rodovias federais da região de Guarapuava terão novos pontos com radares

Equipamentos de fiscalização serão implantados nas BRs 158, 373 e 153. Trechos da BR-277 na região estão fora do reforço

(Foto: Divulgação)

Rodovias federais do Paraná, que incluem a região de Guarapuava, passarão por um período de substituição e ampliação no número de radares responsáveis pela fiscalização eletrônica de velocidade nas vias. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), responsável pelo procedimento, a BR-277 está fora da lista de estradas que integram o reforço fiscalizatório neste momento.

Ao Portal RSN, o Superintendente Regional do DNIT no Paraná, Christiano Schineider Machado, declarou que na região de Guarapuava, as rodovias federais incluídas no reforço são: BR-158 entre Coronel Vivida e Pato Branco, BR-373 entre Candói e Coronel Vivida e BR-153 entre Imbituva e Irati. Nestas três vias, com a substituição e implantação dos equipamentos, as BRs passarão a contar com controladores eletrônicos de velocidade (CEV) e redutores eletrônicos de velocidade (REV) em 26 pontos.

A determinação dos locais que receberão os novos radares foram escolhidos conforme identificação de pontos historicamente conhecidos como acumuladores de acidentes. Segundo o DNIT, os aparelhos também se concentram em interseções, zona urbana, região de travessia de pedestres ou terminais de acesso urbano.

(Foto: Divulgação)

A BR-277, rodovia que corta Guarapuava e liga a região oeste paranaense à capital, não receberá aumento ou substituição neste trecho. Segundo Christiano, o DNIT possui jurisdição nesta rodovia apenas no trecho de Paranaguá, próximo ao Porto, e na Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu. O restante, incluindo o trecho da BR que passa por Guarapuava, se encontra sob jurisdição do Estado do Paraná, por isso, não incluiu a lista de reforço do DNIT.

O investimento total dos serviços de substituição e instalação de novos radares no Paraná gira em torno de R$ 32 milhões. A execução está em andamento desde o início de novembro e deve ser concluída até meados de abril de 2019.

ESTADO

Atualmente, no Paraná, segundo o DNIT, existem 159 faixas monitoradas, o que totaliza 80 pontos. Com o reforço, serão implantadas 219 faixas que correspondem a 118 pontos. O montante de 38 novos locais representa um acréscimo de 47,5% ao total existente.

De acordo com Christiano, “cada ponto pode ter uma ou mais faixas (pista) monitoradas. Desse modo, haverá locais onde serão monitoradas somente uma faixa (uma pista), outros, com 2 faixas (2 pistas – no mesmo sentido ou em sentidos opostos), outros com 3 ou mais faixas”.

(Foto: Divulgação)

Abaixo, confira os trechos que contarão com pontos nas rodovias federais paranaenses, conforme o DNIT:

REGIÃO DE GUARAPUAVA

BR-158: 8 controladores eletrônicos de velocidade

km 512+600, 513+010, 517+200, 530+600, 532+500, 533+130, 535+000, 526+700

BR-153: 13 controladores eletrônicos de velocidade

km 82+700, 105+240, 106+540, 109+280, 109+635, 134+200, 146+850, 162+700, 317+220, 332+500, 336+355, 388+030, 407+080

BR-373: 3 controladores eletrônicos de velocidade e 2 redutores eletrônicos de velocidade

km 399+240, 400+070, 426+400, 478+275, 481+130

DEMAIS REGIÕES DO PARANÁ

BR-376/PR, C. Sul de Curitiba, km 588+800-LD/LE, 595+220-LD, 595+320-LE, 598+970-LD, e 599+070-LE; 2CEVs e 4 REVs

BR-376/PR- S. J. dos Pinhais – Intercessão r. Joinville, km 1+100, km 1+270 – 8 CEMs;

BR-376/PR, C. Norte de Maringá, km 0+376, 16+960, 17+300 – 3 REvs

BR- 476/PR , região norte- Bocaiúva do Sul/Colombo,  km 95+250, 109+370, 109+675, 112+400, 114+200, 114+500, 116+400, 119+100, 119+200, 120+320, e 120+400 – 6 CEV, e 8 CEMs;

BR-476/PR, Curitiba/Araucária, km 146+600, 147+000, 148+000, 148+120, 151+960, 152+110, 153+030, 153+140, 155+200, 156+000 – 4 CEV, e 6 REVs;

BR-476/PR, Lapa S. Mateus do Sul, inclusive, km 201+000, 209+850, 230+650, 233+300, 252+680, 253+150, 257+630, 257+760, 274+800, 277+540, 279+900 – 10 CEV e 1 REV;

BR-476/PR, S. Mateus do Sul a U. Vitória – km 301+800, 325+170, 325+700, 342+190, 358+300 – 5 CEVs.

BR-272/PR, km 392+500, 409+550, 419+100, 432+350, 435+000 – 4 CEV e 1 REV;

BR-487/PR, km 126+200, 134+400, 137+900, e 141+507 – 4 CEV;

BR-163/PR, km 11+880, 34+780, 35+330, 82+400, 83+300 – 1 REV e 4 CEVs;

BR-280/PR, km 256+100, 294+100 – 2 CEVs;

BR-163/PR, km 128+600, 129+300, 136+130, 139+900, 141+500, 302+900, 314+700, – 2REVs e 5 CEVs;

BR-272/PR, km 522+025 – 1 CEV;

BR-467/PR, km 77+570, 77+900, 87+200 LD/LE, 90+600 – 2 REvs, e 3 CEVs

BR-469/PR, km 13+180, km 14+510, 16+460, 20+900 – 1 REV e 3 CEVs;

Relacionadas

PARANÁ MAIS VERDE

Professores plantam mudas de árvores em manancial de água de Pitanga

NÃO PARA

Saúde de Irati registra mais uma morte por covid-19

VAMOS PARTICIPAR?

Oficina on-line de ginecologia natural ocorre neste sábado (28)

Comentários