Sem nenhum caso, Bituruna se previne e tem ‘toque de recolher’

Bituruna enfrenta o coronavírus com barreiras na cidade. E Candói também tem 'toque de recolher' e ninguém pode ficar fora de casa após 19h

Bituruna tem fiscalização nos acessos de entrada ao município (Ascom/Prefeitura de Bituruna)

Mais um município decretou ‘toque de recolher’ como uma das medidas para o enfrentamento do coronavírus. Bituruna não possui casos suspeitos até esta terça (24). De acordo com a Vigilância Sanitária, ainda não foram coletadas amostras exames da Covid-19.

Para impedir que essa situação mude, o prefeito Claudinei Castilho, decretou ‘toque de recolher” que já entrou em vigor nessa segunda (23), das 19h às 6h da manhã do dia seguinte. Além disso, também implantou as barreiras sanitárias nos três acessos da cidade.

De acordo com a Prefeitura, as equipes são formadas por membros da Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Prefeitura de Bituruna, Fundação Municipal de Saúde e voluntários. O objetivo é cadastrar os cidadãos que chegam de fora para passar um período em Bituruna.

Outra ação que começou nessa segunda (23), são as fiscalizações nos estabelecimentos comerciais para orientações. “Se necessário será aplicada penalidade de R$ 300 até R$ 5.000 a depender da gravidade da infração”. Conforme a Prefeitura, ainda é possível a cassação do alvará de licença do local. Assim, duas equipes fiscalizam o comércio.

Todavia, a Fundação Municipal de Saúde informou que até o momento não há nenhum caso confirmado ou suspeito da doença. Também não foram feitas nenhuma coleta de amostra para exames. Porém, foi disponibilizado um disque denúncias para receber informações de estabelecimentos irregulares e aglomerações de pessoas.

O número também serve para informar sobre pessoas que vieram de outras cidades. Biturunenses podem mandar mensagem pelo telefone: (42) 3553-8012.

Candói

A Prefeitura de Candói, decretou no último sábado (21), o ‘toque de recolher’. A medida foi tomada por conta do novo coronavírus e vai funcionar como em Bituruna, das 19h às 6h.

O decreto municipal não proíbe o funcionamento dos estabelecimentos comerciais durante o dia. Assim, poderão funcionar após as 18h, somente os serviços essenciais, como farmácias, hospitais, distribuição de energia, gás combustível e restaurantes e lanchonetes que ofereçam o serviço de entrega em domicílio (delivery).

De acordo com a prefeitura, os estabelecimentos que descumprirem o horário de fechamento, poderão receber multas e até cassação de alvará no caso de descumprimento das normas estabelecidas em legislação municipal.

Por fim, a diretriz da prefeitura de Candói diz que “as regras impostas são para proteção dos funcionários e consumidores e impõe por exemplo, o atendimento a um número mínimo de clientes por vez”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PREÇOS ABUSIVOS

Procon-PR alerta para preços abusivos dos materiais de construção

PLANTIO SIMBÓLICO

Plantio simbólico no 'Jardim do Futuro' é retomado em Guarapuava

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Assentamentos da Região recebem contratos de concessão de uso

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com