Servidores resgatam história de entidade dedicada à geologia

Iniciativa busca o resgate da memória da antiga Mineropar, que atuou durante quase quatro décadas na produção do conhecimento geológico do PR

Servidores resgatam história de entidade dedicada à geologia (Foto: IAT)

O Instituto Água e Terra, órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, conta com todo o acervo do extinto Serviço Geológico do Estado do Paraná (Mineropar), no site do órgão. Conforme a Agência Estadual de Notícias, o trabalho está sendo feito por dois servidores que integravam os quadros do antigo instituto. E, hoje, atuam na  Diretoria de Gestão Territorial (Divisão de Geologia).

O geólogo Marcos Vitor Fabro Dias e o Técnico em Geoprocessamento, Juarez Palma Torres de Freitas, são os responsáveis por fazer todo o levantamento e catalogar os documentos. Desse modo, os relatórios, mapas, arquivos de geoprocessamento, cartilhas, manuais e planilhas estão disponíveis aos interessados.

A ação iniciou com a preocupação dos servidores em resgatar a memória da Mineropar. O órgão atuou fortemente durante quase quatro décadas na produção do conhecimento geológico do Estado. Dessa forma, ao acessar o conteúdo, o visitante, de forma remota, terá ao seu dispor uma impressionante quantidade de informações sobre o universo geológico paranaense.

O trabalho traz a público todo o esforço desprendido por dezenas de funcionários, muito já aposentados, durante a existência da Mineropar. De acordo com Luciano Cordeiro de Loyola, Chefe da Divisão de Geologia, a iniciativa apresenta um retrato fiel do setor de geologia paranaense. “Até alguns anos atrás, quando você buscava informação na internet sobre a geologia do Paraná, sempre encontrava referências aos trabalhos da Mineropar e procuramos manter isso”.

Além disso, ele explica, quando o órgão foi incorporado ao IAT, tiveram a preocupação de manter todo o acervo para que continuasse disponível para o público. “É um rico material, disponibilizado num formato acessível para facilitar as buscas. Essencial conteúdo de pesquisa e um tesouro que colocamos nas mãos da sociedade”.

RESGATE

Para recuperar esse patrimônio, os técnicos trabalharam no planejamento, identificação, classificação dos documentos. Desse modo, resultando em cadastramento digital. Entre os inúmeros temas abordados, constam informações acerca do potencial mineral do Paraná, o desempenho da economia e o patrimônio geológico do Estado. Dessa maneira, com vistas a geoconservação. Também houve a preocupação do resgate dos documentos sobre o conhecimento geomorfológico e geoquímico do Estado.

Além de projetos desenvolvidos como APL de Cal e Calcário, Pró Cerâmica, Plano Diretor de Mineração da Região Metropolitana de Curitiba e todos os outros relacionados à Prospecção e Pesquisa Mineral, desenvolvidos com o propósito de levantamento do potencial mineral do Estado e fomento a indústria mineral.

HISTÓRICO

A Lei número 18929, de 20 de dezembro de 2016, sancionada pelo Governo do Estado, uniu as atribuições da Mineropar (Serviço Geológico do Paraná) ao campo de atuação do ITCG-Instituto de Terras, Cartografia e Geociências. Assim, passou a ser denominado de Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná – ITCG, posteriormente, já em 2019 incorporados ao Instituto Água e Terra.

Durante 40 anos, as demandas dos municípios foram atendidas por meio da Mineropar. Colocando o conhecimento a serviço do planejamento urbano e alertando sobre os riscos geológicos associados. Na área da educação, existem publicações de cadernos e pôsteres sobre o tema, materiais estes que até hoje são utilizados por instituições de ensino Brasil afora.

Para o presidente do Instituto Água e Terra, Everton de Souza, o trabalho é um sinal de respeito aos 40 anos de funcionamento da instituição.“Também, ressaltamos a relevância dessa documentação e todo o suporte que a Mineropar deu nesses anos, orientando investimentos para que o conhecimento geológico se traduzisse numa exploração mineral lucrativa e com cuidados ao meio ambiente’.

Por fim, para conhecer todo este acervo técnico na internet, basta acessar o link.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TRAGÉDIA

Incêndio atinge instituto na Índia que fabrica vacina de Oxford

SOLIDARIEDADE

Bebê precisa de medicamento que custa R$ 12 milhões

ALERTA

Procon alerta sobre perigo de kit 'fake' de vacina contra a covid-19

Comentários