Sete pessoas são condenadas por roubo de gado na Região

Os criminosos agiram em Cantagalo, Goioxim, Candói, Foz do Jordão e Campina do Simão

(Foto: Divulgação/Pixabay)

Sete pessoas foram condenadas pela 3ª Vara Criminal de Guarapuava nesta sexta (31), por participação em uma organização criminosa especializada por furto de animais. O grupo foi preso preventivamente no dia 25 de março após uma interceptação telefônica que indicou os líderes da quadrilha.

Eles atuavam em toda a Região dos municípios de Cantagalo, Goioxim, Candói, Foz do Jordão e Campina do Simão roubando gado. As investigações, no âmbito da “Operação Aristeu”, foram coordenadas pela Promotoria de Justiça de Cantagalo e tiveram o apoio operacional do serviço reservado do 16º Batalhão da Polícia Militar de Guarapuava.

Segundo dados da polícia, foram pelo menos nove boletins de ocorrência registrados entre maio de 2016 e maio de 2017, todos com a mesma característica. O grupo foi monitorado por quase um ano até a prisão preventiva.

A Promotoria de Justiça da Comarca de Cantagalo informou que pelos crimes imputados – organização criminosa, furto e corrupção de menor, uma vez que um oitavo participante do grupo tinha menos de 18 anos – os réus receberam penas que variam de quatro anos e quatro meses a nove anos e dois meses de reclusão.

Ainda de acordo com a Promotoria, dois deles deverão cumprir as penas em regime fechado, enquanto os demais iniciarão o cumprimento no regime semiaberto.

Relacionadas

CRIME AMBIENTAL

Aplicação de inseticida mata abelhas em comunidade em Turvo

COMBATENDO O TRÁFICO

Homem é preso após PM encontrar drogas escondidas no assoalho de casa

PANDEMIA

Pinhão registra duas mortes por covid-19 em menos de 24 horas

Comentários