Skatistas e ciclistas representam mais um perigo no trânsito

A imprudência de ciclistas e skatistas em Guarapuava está chamando a atenção tanto de pedestres quanto de motoristas. Se os ciclistas teimam em andar na contra mão e não na faixa de fluxo dos veículos, o skatistas tomam conta das faixas de rolamento dos carros expondo a si mesmos e aos outros também aos mesmos riscos.

Onde estão nossas autoridades de trânsito para regulamentar, fiscalizar e orientar?” questiona o leitor da REDE SUL DE NOTÍCIAS, Helio Oliveira que pautou o assunto. Ele ressalta a iniciativa de quem colocou uma placa orientando ciclistas a trafegarem na mão no trânsito, na região do Bairro Trianon.

A reclamação de ciclistas que andam em frente aos veículos, principalmente, durante a noite, sem qualquer acessório que alerte a sua presença, vem sendo feita há tempos. “Eu moro no Bairro Santa Cruz e é muito comum ciclistas andarem na frente dos carros. A iluminação nos bairros é precária e é muito difícil perceber que existe alguém na frente. Deveria ter uma lei obrigando essas pessoas a usarem faixas fluorescentes nas ruas e nas bicicletas”, disse Artur Ribeiro do Amaral, em e-mail encaminhado à RSN.

De acordo com o cabo Everson Pereira, do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar em Guarapuava, a orientação de que só é permitido andar no fluxo de veículos está sendo dada. “Os skatistas não podem andar na rua, apenas nos locais reservados a eles, ou seja: nas pistas para skates no Parque do Lago e na Praça Cleve”, disse o policial. “É uma falta de conscientização das pessoas”, diz.

Foto: Hélio Oliveira

Relacionadas

DESAFIOS

Desafios do EaD: como está sendo a adaptação do ensino a distância

MUITO AMOR

Mãe de quíntuplos se sente completa com a maternidade

DIA DAS MÃES

Ela já sentiu as dores e amores de ser mãe. Um relato pessoal de Miriam

Comentários