TJ-PR avalia apelação da defesa da Carli Filho

Advogados trabalham na redução da pena do ex-deputado

(Foto: Reprodução)

A 1ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná analisa nesta quinta feira (29) a apelação da defesa do ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli. A intenção é reduzir a pena de 9,4 anos de reclusão, na condenação por homicídio culposo com dolo eventual, pelo acidente fatal em 2009, para sete anos. Em contrapartida, o Ministério Público de primeira instância pediu para aumentar a pena para 14 anos. Embora o parecer do MP na segunda instância tenha concordado com alguns argumentos da defesa, mas sugeriu ajustes na dosimetria, o que significaria uma punição de 10 anos 11 meses pelas mortes dos jovens Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo Almeida.

A expectativa da defesa é de que Carli Filho, uma vez acatada a apelação, cumpra a pena em regime semiaberto. Como em Guarapuava esse regime foi extinto, ele deve permanecer em liberdade, com o uso de tornozeleira eletrônica. Caso a apelação não seja acatada, o ex-deputado irá para o regime fechado.

Relacionadas

DOE SANGUE

Dia do Doador de Sangue reforça a importância de ajudar a salvar vidas

Inscrições para o PSS encerram com 47 mil candidatos

VOLTA ÀS AULAS

Matrícula para rede pública estadual começa hoje (24) no Paraná

Comentários