Tribunal de Justiça julgará apelação da defesa de Carli Filho

Defesa pede redução da pena de 9,4 anos para sete anos

(Foto: Reprodução)

Na próxima quinta feira (29), a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) julgará a apelação da defesa do ex-deputado estadual Fernando Carli Filho, de Guarapuava.  O juiz Naor Rottoli de Macedo Neto, que substitui o desembargador Telmo Cherem, será o relator, enquanto Clayton Camargo será o revisor e Miguel Kfouri terá o terceiro voto.

A defesa apela para que a pena de 9,4 anos de prisão, sentenciada após o júri popular do ex-deputado, seja reduzida para sete anos. Já um recurso do Ministério Público quer o aumento para 14 anos.

Carli Filho foi condenado pelas mortes dos jovens de Carlos Murilo de Almeida e Gilmar Rafael Yared em 7 de maio de 2009, em Curitiba. O júri aconteceu em fevereiro de 2018.

(Foto: Reprodução)

A intenção da defesa do ex-deputado é que ele cumpra a pena em regime semiaberto, podendo trabalhar durante o dia e somente pernoitar na prisão. Porém, há a possibilidade do uso de tornozeleira eletrônica. Caso contrário, ele vai para regime fechado, cumprindo o máximo de 1,4 ano e podendo, a partir desse tempo, evoluir para o semiaberto.

Relacionadas

O ALERTA CONTINUA

Neste sábado (5), Guarapuava registra 37 novos casos de covid-19

BAZAR BENEFICIENTE

Bazar agendado 'Vidas por Vidas' ocorre todos dias em Guarapuava

CUIDADOS

Energisa dá dicas de segurança e economia para iluminação de Natal

Comentários