Uma morte e mais 9 casos positivos marcam esta terça em Guarapuava

Uma das maiores preocupações do secretário de Saúde de Guarapuava é a falta de conscientização das pessoas e a estrutura do sistema de saúde que, em breve, pode saturar

Uma morte e mais 9 casos positivos marcam esta terça em Guarapuava (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

A primeira morte por covid-19, que teve como vítima o médico Clovis Gorski, e um salto de outros nove casos confirmados da doença, marcam esta terça (9) em Guarapuava. De acordo como boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, por volta das 19h de hoje, o município conta agora com 58 casos positivos da covid-19 Entretanto, apenas um guarapuavano está internado e na enfermaria. Os demais encontram-se em isolamento domiciliar. Conforme o secretário de Saúde, Jonilson Pires, todos estão bem.

De acordo com o secretário, esse salto de um dia para o outro, se deve à notificação de todos os pacientes que apresentam síndromes respiratórias. “Quando uma pessoa chega numa unidade de saúde com febre e tosse já é encaminhada para o call center e os familiares já passam a ser monitorados. Essa expansão no atendimento faz com novos casos vão surgindo”. Segundo Jonilson Pires, somente nesta terça foram testadas 36 pessoas e outros 50 testes já estão reservados para a próxima semana. Para se ter uma ideia cinco pessoas de uma mesma família tiveram os testes positivados.

ESTRUTURA PODE SATURAR

Uma das grandes preocupações da Secretaria Municipal de Saúde, desde o início da pandemia, é a falta de conscientização das pessoas.

No último domingo saí para dar uma volta e ver como as pessoas estavam se comportando. O Parque das Crianças, a Praça Ucrânia estavam lotados. A maioria sem usar máscaras. Parece que não estão dando importância para a gravidade da pandemia.

De acordo com Jonilson Pires, ele vai agendar uma reunião com o Ministério Público em Guarapuava para propor que os casos positivos sejam responsabilizados de alguma forma. “Um contrai o vírus e vai passando para o outro”.

Conforme o secretário é preciso observar que o entorno de Guarapuava está explodindo de casos da doença.

Em breve a nossa estrutura hospitalar vai saturar. Estamos apenas com 10 leitos de UTI e entre 60 e 70% estão ocupados com pacientes de Reserva do Iguaçu, Foz do Jordão, Prudentópolis, Pitanga. A enfermaria está lotada.

FISCALIZAÇÃO OSTENSIVA

Mais uma vez o secretário volta a insistir na necessidade de conscientização da população para que cumpra os protocolos contra a doença.

Assim, o isolamento em casa; o distanciamento entre as pessoas; o uso obrigatório de máscaras; a higienização das mãos são fatores indispensáveis no combate à covid-19.

“Vamos reunir a Comissão e ver quais serão as medidas a serem tomadas”.

(Imagem: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

 

 

 

 

Relacionadas

MAIS CONFIRMAÇÕES

Saúde confirma 14 novos casos de covid-19 em Guarapuava

AJUDE O PROJETO

Projeto Anjos Inocentes precisa de doações para construção da nova sede

CUIDADO E APOIO

Traumas na infância e adolescência podem se agravar na fase adulta

Comentários