Vacinação no Paraná vai começar ainda em janeiro, diz Ratinho Junior

Governador disse que a vacinação estará alinhada ao Plano Nacional e que o Paraná está pronto para começar a imunização contra a covid-19

Vacinação no Paraná vai começar ainda em janeiro, diz Ratinho Junior (Foto: AEN)

A Fiocruz informou que o protocolo de uso emergencial da vacina contra a covid-19 será entregue à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta sexta (8). Assim, após a aprovação, o Paraná vai receber parte de dois milhões de vacinas que serão importadas do Instituto Serum. Trata-se de um dos centros da AstraZeneca para a produção da vacina na Índia. As doses deverão ser as primeiras aplicadas no País, junto com a Coronavac/Butantan.

De acordo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior a vacinação no Paraná deve começar ainda em janeiro. Os primeiros da lista serão os profissionais de saúde e comunidades indígenas isoladas. Conforme ele disse, a campanha respeitará os critérios do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. Assim como também estarão incluídas as doses que ingressarem no Programa Nacional de Imunização (PNI). O anúncio ocorreu nessa quinta (7), em visita que o governador fez à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

Todavia embora o governador tenha dito que o Paraná está preparado, o Estado respeitará o calendário nacional.

O Paraná está pronto. Temos agulhas, seringas, praticamente dois mil pontos de vacinação e uma logística pronta para os imunizantes chegar nos municípios.

Para isso, ele destacou que a Secretaria de Estado de Saúde já trabalha esta estratégia em conjunto com as prefeituras e as regionais há bastante tempo. Conforme o governador  o Paraná está se colocando à disposição para inclusive ajudar outros estados.

FIOCRUZ

A Fiocruz vai protocolar o pedido de uso emergencial da vacina. Entretanto, em paralelo, está encaminhando o processo do registro definitivo. Conforme a Fundação, o acordo com a farmacêutica inglesa prevê a disponibilização de 254 milhões de doses aos brasileiros nos próximos meses, sendo 210 milhões em 2021.

De acordo com o Governo do Paraná, a distribuição será escalonada em dois milhões de doses em janeiro. Além de outros 4,5 milhões em fevereiro. Mais 20 milhões em março, 26 milhões em abril, e 59,9 milhões até julho. O restante virá no decorrer do segundo semestre. A previsão da entidade é de que toda a produção seja nacional até agosto.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

INCIDENTE NO AR

Por 25 segundos avião com vacinas não bate em voo comercial da Gol

INTERCÂMBIO GRATUITO

'Ganhando o Mundo' recebe a inscrição de 6 mil alunos de escolas do PR

PAGAMENTO DO IPVA

Receita Estadual prorroga prazo para pagamento do IPVA

Comentários