Vão ser entregues cestas básicas à indígenas e comunidades sociais

A entrega das cestas complementa a entrega dos kits de merenda escolar feitas a cada 15 dias pela Secretaria da Educação do Paraná

Assim, a entrega das cestas complementa a entrega dos kits de merenda escolar (Foto: Reprodução/AEN)

Nesta segunda (6) a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho começa a distribuir 50 mil cestas básicas para prover a segurança alimentar emergencial de famílias que possuem crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Assim, vão ser entregue 30 mil cestas para famílias de povos indígenas e de comunidades tradicionais. Além disso, mais 20 mil vão ser entregues para as famílias de pessoas com deficiência.

De acordo com o secretário da Justiça, Eder Colaço, a entrega das cestas complementa a entrega dos kits de merenda escolar. “Com o isolamento social para evitar a propagação do coronavírus, as escolas e instituições especializadas foram fechadas. O Governo do Estado, que tem um olhar humano para as pessoas em vulnerabilidade econômica e social, demostra uma atitude solidária em não deixar os povos indígenas e comunidades tradicionais desassistidos, já que a grande maioria fazia as refeições diárias nas instituições de ensino. Vamos atender também pessoas com deficiência”.

Os recursos são do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e o repasse deliberado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – Cedca. Segundo a presidente do Cedca, Ângela Mendonça, o repasse de recursos está em conformidade com o Decreto Estadual nº 4230/2020. “Dessa maneira, estabelece situação de emergência pela pandemia da Covid-19”.

DISTRIBUIÇÃO

Para os povos indígenas e comunidades tradicionais, as cestas serão distribuídas em 189 municípios, com a colaboração dos núcleos descentralizados da Secretaria de Estado da Educação, nas próprias escolas onde estão matriculados os alunos. Todos os estudantes beneficiados já foram cadastrados e serão priorizadas crianças e adolescentes de famílias em alta vulnerabilidade econômica e social.

Para as famílias dos portadores de deficiência as cestas serão entregues pelas equipes das escolas especializadas, em conjunto com a Defesa Civil e, quando necessário, com acompanhamento de representantes dos escritórios regionais da secretaria e do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MELHORIAS

Paranacidade beneficia 28 cidades da Região de Guarapuava

PRODUÇÃO INDUSTRIAL

De maio para junho, produção industrial cresce 8,9% no Brasil

SALDO DE JULHO

Saúde de Guarapuava confirma 240 casos de covid-19 em julho

Comentários