Véspera de Ano Novo é marcada por violência doméstica em Guarapuava

Violência com agressões físicas e xingamentos entre familiares e casais marcam a véspera de Ano Novo (31) em vários pontos da cidade

Véspera de Ano Novo é marcada por violência doméstica em Guarapuava (Foto: Reprodução/Pixabay)

As brigas entre família e casais acabam se tornando casos de polícia na véspera de Ano Novo (31) em Guarapuava. Conforme a Polícia Militar, a primeira ocorrência ocorreu no bairro Vila Bela. Mais tarde, a PM se deslocou até o bairro Boqueirão e já no Ano Novo (1), os policiais foram até o bairro Primavera.

VILA BELA

Por volta das 21h47, os policiais se deslocaram até a rua Toledo. Isso porque uma mulher informou que o enteado de 20 anos chegou embriagado em casa e sem motivos, começou a agredi-la, bem como o marido dela. Além disso, ela relatou que ele danificou os móveis da casa.

Contudo, quando a PM chegou no local, a vítima não quis representar e foi orientada quanto as medidas cabíveis.

BOQUEIRÃO

Mais tarde, por volta das 23h30, a polícia se deslocou até o bairro Boqueirão e conversou com uma adolescente de 16 anos. Conforme o relato dela à PM, ela estava em uma confraternização com o companheiro de 25 anos e eles acabaram se desentendendo. Ela disse que ele a chamou de “corna” e ela arremessou um copo contra ele, porém não a acertou. Ambos vieram se agredir mutualmente.

Entretanto, durante a briga, a sogra dela, cunhado e uma tia do jovem a agrediram com socos na cabeça, e que quando ela estava sem condições de reagir, o companheiro a pegou pelos cabelos e a arrastou pelo pátio da casa, dizendo que ela não poderia bater nos familiares dele.

Posteriormente, ele a colocou no carro, a mãe dele entrou e ficou a segurando até quando eles chegassem na casa da família da adolescente. Ao chegarem ao local, o companheiro a agrediu novamente, ele ainda prensou o braço da mesma no vidro do carro. A vítima ficou com escoriações e hematomas no braço esquerdo.

Desse modo, a PM encaminhou as partes até a 14ª SDP para as medidas cabíveis.

PRIMAVERA

Já no dia (1), por volta das 0h35, uma jovem de 19 anos relatou à PM que o marido estava embriagado na residência. Ele a ofendeu com xingamentos e tentou agredi-la. Contudo, ao chegar ao local, a vítima não quis representar, somente pegou os pertences pessoais e foi ficar na casa da cunhada.

Por fim, a PM a orientou.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

BOLETIM COVID

HSV confirma 90% de ocupação de leitos de UTI privados da covid-19

ENSINO SUPERIOR

Vestibular da Unicentro segue com inscrições abertas até 4 de fevereiro

IMUNIZAÇÃO

5ª Regional receberá 79.200 unidades de insumos da vacina contra covid-19

Comentários