Acadêmicos de PP da Campo Real produzem documentários sobre preconceito

Jonas Laskouski com imagens e edição de Laffite Guimarães

Guarapuava – Como você se sentiria se, de repente sentado em frente ao seu computador, lesse nos comentários de algum post publicado por você, mensagens ofensivas, de cunho racista, homofóbico ou de xenofobia (antipatia por pessoas que não pertencem ao seu meio, à sua raça ou por quem vem de fora do seu país)? 

A palavra 'bullying' tem origem na língua inglesa e faz referência a 'bully', que podemos entender como 'valentão', aquele que maltrata ou violenta de forma constante outras pessoas por motivos, digamos, supérfluos. Cor, raça, gênero, dentre inúmeros outros. É justamente esse ato de maltratar ou violentar o outro de forma sistemática e repetitiva que é denominado 'bullying'. Falamos de cyberbullying então, quando a agressão se passa pelos meios de comunicação virtual, como nas redes sociais.

Existem casos que ficaram nacionalmente conhecidos, como as ofensas dirigidas à Maria Julia Coutinho, a Maju, jornalista do tempo do Jornal Nacional, e também às atrizes Taís Araújo, Sheron Menezes e Cris Vianna. Todas lindas, talentosas e orgulhosas. Dos seus traços, dos seus cabelos. Negras. Por que o sucesso das mulheres negras incomodam tanto. Por que gays, lésbicas e transsexuais não podem ser vistos, já que são, absolutamente normais. E o que dizer dos nordestinos, dos haitianos, dos gordinhos? Por que tanta ofensa? As agressões se multiplicam de maneira absurda, cometidas por racistas escondidos sob o pretenso anonimato da internet, em um país onde 53% das pessoas são pretas e pardas. Por isso, punir essas demonstrações de racismo nas redes sociais tem caráter pedagógico.

Acadêmicos do 7º período do curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Campo Real, em Guarapuava, produziram três mini documentários (Racismo, Homofobia e Xenofobia) sobre cyberbullying. O resultado ficou fantástico e você pode conferir abaixo. A RedeSul TV foi conversar com alguns deles e com a professora orientadora do projeto, Vanessa Lobato.

 

 

 

 

MAIS VÍDEOS

Comentários